O treinador do Académico de Viseu e antigo futebolista do FC Porto, Jorge Costa, realçou hoje que Fernando Gomes foi “um dos seus ídolos de infância”, a propósito da morte do antigo avançado, aos 66 anos.

Defesa-central da equipa principal ‘azul e branca’ entre 1992/93 e 2004/05, o agora treinador, de 51 anos, vincou que o antigo ponta de lança, melhor marcador das Ligas europeias pelo FC Porto, em 1982/83 e em 1984/85, foi alguém que se habituou “a admirar” e deixou os “sinceros sentimentos” à sua família e à “família do futebol”.

“Foi um dos meus maiores ídolos de infância. Tive o privilégio de partilhar o balneário com ele [em épocas que integrava ainda os escalões de formação do FC Porto] e de estar com ele há pouco mais de um mês. Foi uma figura incontornável do FC Porto e do futebol português”, disse o técnico, durante a conferência de imprensa que se seguiu ao jogo com o Famalicão (1-1), para a Taça da Liga.

A morte de Fernando Gomes, aos 66 anos, devido a doença prolongada, foi hoje comunicada pelo FC Porto, clube em que o avançado jogou desde os escalões de formação e que representou em 13 épocas no escalão principal – entre 1974 e 1980 e, depois, entre 1982 e 1990, período em que venceu a Taça dos Campeões Europeus (1986/87).

Com 47 internacionalizações e 13 golos pela seleção lusa, que representou no Euro1984 e no Mundial1986, o antigo dianteiro representou ainda Sporting de Gijon, entre 1980 e 1982, e Sporting, entre 1989 e 1991, numa carreira com 355 golos em 452 jogos oficiais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.