O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, lamentou hoje a morte de Reinaldo Teles, deixando palavras de apoio à família e ao FC Porto “pela perda de alguém tão importante na estrutura”.

Numa nota divulgada na página oficial da FPF, Fernando Gomes expressa “as mais sentidas condolências aos familiares, amigos e colegas de Reinaldo Teles, histórico dirigente do FC Porto ao longo das últimas décadas”.

“Nesta hora de enorme tristeza, não poderia deixar de oferecer igualmente a toda a família portista, em particular à Direção do clube, uma palavra de conforto pela perda de alguém tão importante na estrutura. Sabemos que Reinaldo Teles perdurará no espírito e no coração dos que com ele privaram por muito e muitos anos e que essa é a maior honra que alguém pode conquistar”, refere a nota.

Reinaldo Teles, histórico dirigente do FC Porto e administrador não-executivo da SAD do campeão português de futebol, morreu hoje, aos 70 anos, vítima de covid-19, após cerca um mês de internamento na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João, no Porto.

Natural de Paços de Ferreira, Reinaldo Teles era também conhecido como o ‘eterno braço direito’ do presidente Pinto da Costa, nas quase quatro décadas em que lidera o clube.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.