“O facto de não se ser campeão ao fim de quatro anos de vitórias não é um drama, mas não é o que pretendemos. Vamos tentar novamente ganhar aquilo a que estamos habituados para irmos festejar, como sempre temos feito, para a nossa Avenida dos Aliados, enquanto outros, por ironia do destino, irão festejar para uma obra feita por um sportinguista, para o túnel do Marquês”, disse o presidente portista, diante dos 400 sócios da casa do FC Porto de São João da Madeira.

Pinto da Costa garantiu para breve a presença numa final europeia, que será conseguida sem “qualquer golo marcado com a mão”, lembrando o golo do benfiquista Vata frente ao Marselha, na meia-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1989/90.

“Vamos procurar vencer, vamos procurar na Europa ir o mais longe possível e isso é ganhar. Vamos procurar estar em mais uma final europeia, mas não desejo de forma alguma estar nessa final com qualquer golo marcado com a mão”, garantiu.

Presentes no jantar comemorativo do segundo aniversário da Casa do FC Porto de São João da Madeira estiveram vários atletas de diferentes modalidades ligados ao clube: Carlos Secretário, Aurora Cunha, Mário Silva (ciclismo), Paulo Cunha e Nuno Marçal (basquetebol), Hugo Laurentino e Filipe Mota (andebol), Sousa (futebol), entre outros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.