Rúben Amorim, treinador do Sporting, fez esta tarde a antevisão ao duelo de amanhã frente ao Rio Ave.

O técnico abordou as dificuldades que espera encontrar frente ao emblema de Vila do Conde, comentando ainda a nova suspensão de que foi alvo e deixando os parabéns ao futsal verde e branco pela título de campeão europeu.

Futsal campeão europeu: Parabéns ao futsal, parabéns ao Sporting. É uma grande vitória. Estava em casa com o meu tio, que era o único sportinguista lá em casa até eu chegar aqui, vimos juntos. É um título importante para o clube, já estamos habituados, o mister Nuno Dias não facilita a vida a ninguém aqui, ninguém consegue ganhar o prémio de treinador do ano com ele... Já que falamos em suspensões, podiam era suspender o Nuno Dias para facilitar a vida ao resto da malta no Sporting.

Rio Ave: É um jogo muito difícil pelo momento, já o foi frente ao Nacional. É uma equipa com valores, claramente acima da posição em que estão, é aquilo que pode acontecer a uma equipa numa época. O Miguel Cardoso é um treinador com uma ideia muito positiva, gosta de jogar, encontra-se numa situação difícil, mas é muito vincada a maneira de jogar do Rio Ave, que pode variar com vários jogadores na frente. Preparamos isso, sabemos que vai ser um jogo difícil, estamos preparados. Estamos bem, fizemos um bom jogo com o Nacional, devíamos de ter feito mais golos. O que queríamos é continuar a jogar bem, mas fazer mais golos para descansar os adeptos.

O que precisa de fazer para não sofrer: Deve de continuar a fazer o que tem feito. Temos de fazer golos, rematamos mais à baliza, temos mais oportunidades. O que temos de fazer é manter a qualidade de jogo, sermos muito intensos, perceber que há jogadores no Rio Ave que têm muita qualidade. A forma como vamos pressionar o Geraldes quando tem bola, a velocidade do Mané, conhecemos bem o Dala... É uma equipa com muitos valores. Temos de conhece-los bem, preparar bem o jogo, mas temos de continuar com a nossa forma de jogar. Estamos a melhorar, temos de fazer golos, a grande diferença é essa. O que temos de fazer é marcar e não sofrer.

Suspensão: Não vou comentar. Já tinha dito nas conferências anteriores. É tão claro que não preciso de comentar, mais vale não dizer nada, porque está à vista de todos. O que temos de fazer é focar-nos no jogo, a única maneira de responder é ganhar os jogos. É pensar no Rio Ave.

Ausência do treinador: A maior dificuldade vai ser para o Adélio que vai ver o jogo comigo... O castigo não é só para mim, é para o Adélio também ele pensava que estava livre dessa situação. Dentro do nosso grupo, o Adélio é o que vai sofrer mais, a equipa vai estar bem e responder bem.

Estão a dificultar a tarefa de chegar ao título com as suspensões: Não vou comentar. Temos condições para ganhar ao Rio Ave de qualquer das maneiras, com o treinador no banco ou sem o treinador no banco.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto