O Sporting anunciou, esta quinta-feira, que renovou contrato com Rúben Amorim até 30 de junho de 2024, depois de terem já começado a surgir notícias do interesse de alguns clubes da Premier League inglesa, como o Leeds ou o Leicester.

"São momento diferentes, momento do clube em si, que mudou, mas a ambição é a mesma. Temos mais certezas de que este é o caminho que temos a percorrer, mas há muito a fazer, daí assinar por mais anos. Sinto-me em casa e disse-o sempre. Desde a época passada, quando falhámos um objetivo, disse que fiz a opção certa. Muito mudou, mas há tudo para fazer. Tenho a mesma ambição. E quero deixar uma palavra à equipa técnica, agradecer aos meus jogadores, porque foram eles que me possibilitaram esta oportunidade para continuar ligado ao Sporting. A mensagem é e será 'temos muito para ganhar, muito para fazer'. O caminho passa por títulos e por algo muito maior. Estou muito feliz, sinto-me em casa e é um enorme orgulho estar ligado ao Sporting", disse o treinador leonino no momento da renovação.

Rúben Amorim deverá passar a ganhar mais do dobro e a sua cláusula de rescisão sobe dos 20 para os 30 milhões de euros.

Rúben Amorim, de 36 anos, sucedeu em 05 de março de 2020 a Silas, atual treinador do Famalicão, tendo, na altura, sido contratado pelos ‘leões’ ao Sporting de Braga, por 10 milhões de euros, por três temporadas, até ao fim da época 2022/23.

Um dia antes de cumprir um ano no cargo, o treinador renovou o vínculo com o clube ‘leonino’, que lidera destacadamente a I Liga, sem derrotas, após 21 jornadas, com nove pontos de vantagem sobre o Sporting de Braga, 10 face ao campeão FC Porto e 13 em relação ao Benfica.

Sob o comando de Rúben Amorim, o Sporting já ergueu a edição 2020/21 da Taça da Liga, em 23 de janeiro, com um triunfo (1-0) na final sobre o Sporting de Braga, equipa ao comando da qual já tinha arrebatado o troféu na época anterior.

No total dos 29 encontros pelos ‘leões’, soma 23 vitórias, quatro empates - todos na I Liga - e duas derrotas, que valeram as eliminações na Liga Europa, na receção aos austríacos do LASK Linz por 4-1, e na Taça de Portugal, no terreno do Marítimo, por 2-0.

O Sporting é o terceiro clube que Rúben Amorim treina, depois de uma curta passagem em 2018/19 pelo Casa Pia (Campeonato de Portugal), do qual saiu, castigado pelo Conselho de Disciplina [decisão mais tarde revogada pelo Tribunal Arbitral do Desporto], por ter, alegadamente, dado indicações enquanto treinador estagiário.

Depois, assumiu o SC Braga B, durante cerca de dois meses, até suceder a Ricardo Sá Pinto na equipa principal dos minhotos.

Como jogador, o antigo médio de Belenenses, Benfica, Sporting de Braga e Al-Wakrah sagrou-se três vezes campeão nacional (2009/10, 2013/14 e 2014/15), conquistou uma Taça de Portugal (2013/14), uma Supertaça Cândido de Oliveira (2014) e seis edições da Taças da Liga (2008/09, 2009/10, 2010/11, 2012/13, 2013/14 e 2014/15).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.