“Temos a máxima consciência de que é um jogo difícil, mas até pelo respeito à equipa do Sporting e aos seus profissionais, só temos de o encarar de frente e vamos para a luta, sabendo que também temos uma palavra a dizer”, disse Rui Vitória no lançamento do encontro na Mata Real.

O antigo colega de equipa do “sportinguista” Maniche no Alverca vai estrear-se na Liga frente a um adversário que está devidamente identificado e a quem não é possível, garante, “isolar um pormenor”.

“[O Sporting] É uma equipa forte do ponto de vista colectivo, com jogadores que a qualquer momento podem resolver o jogo e uma dinâmica diferente da época passada”, sublinhou.

Rui Vitória reconhece as limitações da sua equipa, mas promete “ombrear com o Sporting”, precisando: “O que [o Sporting] tem a temer é uma organização colectiva muito forte e uma entrega ao jogo inexcedível dos meus jogadores, que vão tentar agarrar cada oportunidade de golo”.

Filipe Anunciação, com uma lesão no menisco do joelho esquerdo (vai ser submetido, em princípio na segunda feira, a uma artroscopia e vai parar de quatro a seis semanas) junta-se a Maykon, outro previsível titular, na lista de indisponíveis, mas o técnico desvalorizou a situação.

Rui Vitória é claro: “Na nossa forma de trabalhar, pensamos ter um plantel com relativa quantidade, mas com enorme qualidade. Todos os jogadores vão ter a sua oportunidade, e, como costumo dizer, o cavalo vai passar à porta de todos, só é preciso saber montá-lo”.
O Paços de Ferreira, 10.º em 2009/2010, recebe o Sporting, quarto classificado na última época, pelas 21h15 de sábado, num jogo arbitrado por Artur Soares Dias, do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.