O FC Porto visita o Nacional, este domingo, com o objetivo de recuperar os seis pontos de distância para o Sporting. Na antevisão à partida, Sérgio Conceição falou sobre a preparação da equipa para o que resta da temporada e deixou elogios a Tarem.

Jogo com o Nacional: "O Nacional está a lutar para não descer o que é sempre uma dificuldade para nós, a estão a lutar pela vida deles. Depois, temos de olhar para a dinâmica da equipa e perceber o que fizeram em 2 jogos. O que queremos do jogo é ganhá-lo e trazer os três pontos para o continente."

Mudar o chip: "Estamos atentos a tudo. Percebemos que vai diminuindo o número de jogos, o que garante maior peso a cada um deles. Olhamos sempre para o próximo jogo. Na Liga dos Campeões fazíamos o mesmo. Estamos focados em cada treino e em cada jogo para apresentarmos o melhor onze. O que se passou e o que há de vir não é a melhor forma de encarar cada jogo."

Deslocação difícil à Choupana: "Qualquer jogo no campeonato é complicado. A diferença do último classificação até ao 10.º há sete pontos de diferença, o que não é muito. A dificuldade é sempre grande e cada vez mais as equipas são competentes, cada vez com mais qualidades".

Pepe disse que o Sporting tem vantagem no calendário: "Já falei do calendário e da densidade de jogos que tivemos e vamos ter. Cada equipa adapta-se e prepara-se da melhor forma face aos jogos que tem pela frente. Nem vale a pena ir buscar um ou outro parágrafo da entrevista do Pepe, do Zé ou do Manel... É o que é. Temos de ser competentes nestes oito jogos, principalmente neste próximo. Eu não defino o onze em função do calendário, o importante é o que eles me dão, o estado momentâneo de forma e que me podem dar para cada jogo."

Taremi: "Agora deve estar super motivado, até pelo ambiente que se cria à volta dele. Mas nesses nove jogos em que não marcou era ao contrário e diziam para tirar o Taremi... Cada um olha para o futebol com os seus olhos e alguns por influência de outros, mas quanto a isso eu não posso fazer nada. Tenho de escolher os melhores para jogar. Nesses jogos em que não marcou eu achava que treinava o suficiente e bem para marcar, e depois por curiosidade nos dois jogos em que foi para o banco, marcou, que maravilha."

Vai continuar no banco então? "[risos] É uma possibilidade..."

Jogo com o Chelsea: "Falando do último jogo, foi o período [quando alterou a equipa] em que sofremos mais. Até lá, zero. Quando quis meter o que o povo pede, não estou a falar do Taremi especificamente, estou a falar das mexidas, foi quando sofremos mais: bola na cara do Marchesín, três cantos... São as outras situações, as tais influências não visíveis, que também falava o treinador do Chelsea... Devia estar a referir-se ao investimento inacreditavelmente superior e ao rendimento da sua equipa em relação à nossa, que o nosso foi muito maior, mas tenho de admitir que o resultado é o mais importante e nisso foram melhores."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.