Sérgio Conceição vai marcar presença no banco do FC Porto nesta 31.ª jornada, no clássico com o Benfica. O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) aceitou a providência cautelar apresentada pelo técnico para suspender o castigo de 21 dias que lhe foi aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

"Foi decretada pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) a providência cautelar interposta por Sérgio Conceição para suspender o castigo de 21 dias de que foi alvo por parte do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol" (FPF), refere o FC Porto, em comunicado.

Ao aceitar a providência cautelar, o TAD suspende o castigo, pelo que só no final da época se poderá conhecer a decisão principal, que poderá anular a suspensão aplicado ao treinador do FC Porto.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol tinha rejeitado, no dia 30 de abril, o recurso apresentado pelo FC Porto ao castigo aplicado a Sérgio Conceição. Assim, o técnico falhou o jogo com o Famalicão, tendo sido o adjunto Vítor Bruno a comandar os Dragões no triunfo por 3-2 em casa.

O treinador já tinha falhado o encontro com o Famalicão, da 30.ª jornada, e deveria falhar as partidas com Benfica (31.ª), Farense (32.ª) e Rio Ave (33.ª).

Sérgio Conceição, foi suspenso por 21 dias pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), na sequência dos protestos dirigidos ao árbitro Hugo Miguel, após o Moreirense-FC Porto.

O técnico portista foi expulso pelo árbitro depois do final da partida da 29.ª jornada da I Liga, que terminou com um empate 1-1, por “lesão da honra e reputação” de Hugo Miguel, conforme se pode ler no comunicado do CD da FPF.

“Após o final do jogo, entrou no terreno de jogo para contestar a equipa de arbitragem e disse: ‘És uma vergonha, roubaste-nos o campeonato’. Após a exibição do cartão vermelho, começou a bater palmas na direção do árbitro e continuou a dizer: ‘És fraco e má pessoa, roubaste-nos dois campeonatos, escreve tudo, és uma vergonha do c…, és um ladrão, estás sempre a f…-nos”, escreveu Hugo Miguel no relatório de jogo.

Além dos 21 dias de suspensão, Sérgio Conceição foi igualmente punido com uma multa de 10.200 euros.

Já o responsável pela comunicação da equipa de futebol do FC Porto, Rui Cerqueira, foi suspenso por 30 dias e multado em 5.100 euros, pelas mesmas razões do treinador, ou seja, por “lesão da honra e reputação” do árbitro, ao qual disse: “Foram dois penáltis, és uma vergonha.”

Do jogo em Moreira de Cónegos resultaram aberturas de processos disciplinares aos jogadores portistas Uribe e Corona, ao treinador-adjunto Vítor Bruno e ao treinador de guarda-redes Diamantino Figueiredo, bem como ao FC Porto, que foi ainda multado em 2.040 euros, por ter atrasado em dois minutos o início da primeira parte e em quatro minutos o da segunda.

O CD da FPF abriu igualmente um processo de inquérito ao jogo, não revelando, contudo, o que está na base deste.

O FC Porto, segundo classificado, com 70 pontos, visita na quinta-feira, às 18:30, o Benfica, terceiro, com 66, em encontro da 31.ª jornada, que será arbitrado por Artur Soares Dias (Associação de Futebol do Porto).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.