No rescaldo da derrota do Sporting por 3-1 no terreno do Famalicão, Jorge Silas surgiu na conferência de imprensa para confirmar que este tinha sido o seu derradeiro jogo ao leme dos 'leões'. Depois, confirmou também que será Rúben Amorim a suceder-lhe no comando técnico do conjunto 'verde e branco'.

"Sobre o Rúben, digo o que dizia quando ele estava no Casa Pia: será um grande treinador, tem muito pela frente e para aprender, como eu. Vai precisar de muita ajuda de todos, vem para um desafio enorme para gente de coragem. Mas vem para aqui um grande treinador", afirmou o agora ex-treinador dos 'leões'.

Rúben Amorim vai, então, chegar ao comando técnico do Sporting depois de passagens pelo comando técnico do Casa Pia, no terceiro escalão do futebol português, do Braga B, no segundo escalão, e da equipa principal do Sporting de Braga, onde chegou a 27 de dezembro, depois da saída de Ricardo Sá Pinto.

Na equipa principal bracarense somou 13 jogos e 10 triunfos. Logo na estreia bateu o Belenenses por 7-1, daí para cá ainda não foi derrotado na I Liga, somando 10 triunfos e um empate. As únicas derrotas tiveram lugar nos 16 avos de final da Liga Europa frente ao Rangers (3-2 e 0-1).

Um título conquistado

No final de janeiro, o Sporting de Braga venceu a Taça da Liga. Na final, os 'arsenalistas' bateram o FC Porto com um golo de Ricardo Horta apontado ao minuto 90+5.

Nas meias-finais, o Sporting de Braga já tinha eliminado o Sporting por 2-1.

O golo do triunfo chegou ao minuto 90´, num cabeceamento de Paulinho.

O quebra cabeças para os três Grandes

No seu curto percurso enquanto treinador dos bracarenses para além de ter derrotado Sporting e FC Porto na Taça da Liga, seguiram-se três triunfos frente aos 'Três Grandes' mas desta feita para a Liga.

Na Liga NOS, na jornada 19, o clube minhoto voltou a impor-se ao Sporting na jornada 19. Francisco Trincão marcou o único golo da partida ao minuto 76´.

Seguiu-se o triunfo frente ao FC Porto, golo de Ricardo Horta também ao cair do pano (90+5).

Não houve duas sem três, já que Rúben Amorim conseguiu mais um recorde histórico ao SC Braga. João Palhinha aos 45´ marcou o único golo da partida apontado frente ao Benfica. Nunca os bracarenses tinham vencido no estádio da Luz.

O percurso no Casa Pia enquanto treinador estagiário

O início do percurso de treinador de Rúben Amorim esteve envolto em polémica.

Na altura, em 2018/2019, o Conselho de Disciplina (CD) da FPF, sancionou o clube lisboeta com uma multa de 14 mil euros, perda de seis pontos e cinco jogos à porta fechada, por uma aparente violação dos regulamentos por parte de Rúben Amorim. O antigo internacional português estava impedido, enquanto "treinador estagiário", de dar indicações para o campo - estava a tirar o nível I de treinador e, como sucede noutros clubes, foi outro técnico, com o nível exigido, que foi denominado como responsável principal: no Casa Pia, José da Paz. Rúben Amorim foi, por isso, castigado com uma suspensão de três meses, 2.600 euros de multa e inibição de ser inscrito como treinador durante um ano, depois de ter dado indicações num jogo sem o poder fazer.

O TAD acabou por anular a multa e dar razão a Rúben Amorim e ao Casa Pia, num caso que ditou o afastamento do técnico do banco de suplentes na equipa que militava na altura no campeonato de Portugal.

Ainda assim, Rúben Amorim e a sua equipa acabaram por abandonar o clube, dando o Casa Pia como terminado o seu estágio.

O percurso com Jorge Jesus e o 3-4-3

Tendo feito carreira em clubes como o Benfica, SC Braga e Benfica é indesmentível a influência que alguns treinadores tiveram no seu percurso como é o caso de Jorge Jesus.

No dia da sua apresentação, o antigo médio revelou que chegou a ter problemas com o técnico, mas que os sete anos de trabalho acabaram por o marcar enquanto futuro treinador. Rúben Amorim teve ainda a influência de Leonardo Jardim, José Peseiro, Carlos Queiroz, Paulo Bento.

O novo Sporting de Braga trouxe novidades a nível tático com a equipa a estruturar-se num 3-4-2-1, à semelhança do que tinha Amorim tinha implementado no Braga B.

Rúben Amorim concebeu novas dinâmicas através de construção segura a partir detrás até chegar a zonas adiantadas, onde Ricardo Horta, Trincão e Paulinho em constantes movimentações procuravam receber a bola. Nas alas, Esgaio e Sequeira permitiam ao Sporting de Braga esticar o seu jogo.

Amorim já abordara uma possível ida para o Sporting

Quando foi pela primeira vez confrontado com a ideia de poder ser contratado pelo Sporting, na conferência de imprensa de antevisão da partida frente ao Marítimo, Rúben Amorim lembrou que o futebol é o momento.

"Estou é a preparar o próximo jogo porque, como até li em algumas notícias, se perder dois jogos estou quase despedido, está tudo mal quando se perde um jogo, o futebol é cada vez mais o momento e se não ganhar ao Marítimo posso é ter problemas em manter o lugar", prosseguiu o técnico.

Questionado na conferência de imprensa sobre se assegurava que seria treinador do SC Braga na próxima época, o técnico já não deu certezas.

"Nós daqui a pouco vamos andar de avião, eu sei lá se... não sabemos o dia de amanhã, hoje sou treinador do Braga, tenho contrato com o Braga, sou muito feliz aqui”.

Palmarés como jogador - Rúben Amorim

3 Ligas Portuguesas

1 Taça da Liga

6 Taças da Liga

1 Supertaça Cândido Oliveira

Palmarés como treinador

1 Taça da Liga conquistada

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.