Os sócios da Académica aprovaram hoje, por maioria, o relatório e contas da Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) referente à época desportiva 2013/14, que registou um prejuízo de 820 mil euros.

Segundo o documento, o resultado negativo é influenciado pela transição de saldos do clube, sócio único da Académica SDUQ, sociedade gestora do futebol profissional, que obteve um saldo positivo de 342 mil euros.

Segundo o vice-presidente Manuel Salvador Arnaut, agregando os resultados da Académica e da Académica SDUQ o valor real do prejuízo durante a anterior época desportiva acaba por ser de 227 mil euros.

O relatório e contas foi aprovado com 53 votos a favor, 36 contra e 13 abstenções, na assembleia geral que decorreu hoje à noite.

O documento aponta ainda para um resultado negativo do período de 2,04 milhões de euros, que, de acordo Salvador Arnaut, se deveu à depreciação dos jogadores, cujos ativos são detidos pela Académica e não pela Académica SDUQ.

Esta situação colocava, a 30 de junho, a SDUQ numa situação de falência técnica, pelo facto de o passivo ultrapassar os ativos.

Para acabar com a situação líquida negativa, o vice-presidente Salvador Arnaut anunciou que a sociedade está a preparar um aumento do capital social de 1,5 milhões de euros, embora não tenha revelado a data.

O candidato a presidente derrotado nas últimas eleições, Nuno Oliveira, acusou a direção de José Eduardo Simões de apresentar "resultados catastróficos, que colocam a SDUQ numa situação de falência técnica".

O advogado, que no final de maio perdeu as eleições para José Eduardo Simões por 15 votos, criticou ainda a gestão da sociedade que gere o futebol profissional da "Briosa" de apresentar despesas com pessoal na ordem dos 4,2 milhões de euros e de ser incapaz de "realizar mais-valias".

Na assembleia-geral de hoje, os sócios da Académica acabaram também por não validar a proposta da direção para que o médico Luís Eugénio Fernandes fosse nomeado Provedor dos Sócios, que necessitava dos votos de dois terços dos presentes.

A escolha da direção liderada por José Eduardo Simões registou 50 votos a favor, 39 contra, seis brancos e cinco nulos, quando precisava de obter 67 votos favoráveis.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.