O Sporting venceu na receção ao Nacional da Madeira, em jogo da 30.ª jornada, por 2-0 e recolocou-se com seis pontos de vantagem na liderança sobre o FC Porto. Feddal e Jovane marcaram já dentro dos dez minutos finais e deram mais três pontos ao leão na luta pelo título.

Com três ausências por castigo, Rúben Amorim estava obrigado a mexer na equipa, lançando Maximiano e Neto para os lugares de Adán e Gonçalo Inácio. Destaque ainda para a presença de João Mário no banco, com Daniel Bragança a assumir o seu lugar no onze inicial.

Também Manuel Machado foi obrigado a mexer, mas por razões diferentes: Pedro Mendes, marcador do golo da vitória da equipa na última jornada, foi emprestado pelo Sporting aos madeirenses e não pode defrontar os leões. Riascos entrou para o seu lugar.

O Nacional entrou bem na partida e contou com três cantos ainda nos primeiros minutos, mas sem conseguir criar perigo por essa via. O primeiro sinal de perigo surgiu aos cinco minutos, com um remate bem colocado por Camacho, que Max defendeu com a ponta dos dedos.

O Sporting respondeu aos 11 minutos, por Paulinho, com um cabeceamento que António Filipe defendeu com uma palmada, impedindo males maiores para os madeirenses.

Os leões cresciam na partida e Pedro Gonçalves ficou perto do golo, quando Coates, na sequência de um livre ainda no interior do meio-campo leonino, colocou a bola no avançado leonino que ficou isolado na grande área, mas viu António Filipe, com uma grande intervenção, a evitar o golo aos 21 minutos.

A equipa de Alvalade colocou a bola no interior da baliza aos 35 minutos, quando Pedro Gonçalves assistiu Paulinho no interior da área, com o avançado a atirar para o fundo da baliza. Contudo, o lance acabou por ser invalidado por posição irregular de Pote no início da jogada.

O primeiro tempo acabou com mais uma grande oportunidade para o Sporting, de novo por Paulinho que, depois de uma jogada de confusão do ataque leonino na grande área e após alivio da defesa madeirense, viu a bola sobrar para si e atirou com estrondo ao poste da baliza defendida por António Filipe.

No segundo tempo, Manuel Machado fez entrar Eder Bessa para o lugar de Rúben Micael e foi o recém-chegado a criar a primeira oportunidade de perigo dos segundos 45 minutos, quando apareceu na cara de Luís Maximiano, que limpou o perigo.

Os leões sentiam mais dificuldade em criar oportunidades de perigo no início da segunda metade da partida e Rúben Amorim apostou no ataque, colocando Jovane Cabral para o lugar de Palhinha aos 62 minutos. O avançado assim que entrou teve oportunidade para desfazer o nulo, mas viu o seu remate embater na defesa madeirense.

Aos 66 minutos, o Sporting ficou a jogar com mais um, depois de Alhassan ver o segundo amarelo na partida, após falta sobre Jovane Cabral.

Em vantagem numérica, os leões cresceram na partida e voltaram a ficar perto do golo através de Paulinho, que após combinação com Pedro Gonçalves, viu o seu potente remate ser defendido pelo guardião do emblema madeirense aos 70’.

Nesta altura, a partida era de sentido único, com o Sporting a chegar com perigo à grande área madeirense, mas sem conseguir converter essas ocasiões em golo.

Até que por fim o golo surgiu já dentro dos dez minutos finais quando Jovane, após canto, recebeu o esférico e cruzou para Feddal que apareceu no sítio certo para cabecear para o fundo das redes madeirenses, desfazendo o nulo aos 83 minutos.

Em cima do minuto 90, o Sporting teve uma oportunidade soberana para aumentar a vantagem, depois de Jovane ser travado em falta no interior da grande área madeirense. Foi o avançado que sofreu a falta que foi chamado a converter a grande penalidade, que marcou com sucesso, colocando o leão com uma vantagem justa face ao produzido ao longo da partida.

O Sporting voltou a somar duas vitórias consecutivas pela primeira vez desde março, num resultado que permite ao leão manter os seis pontos de vantagem para o FC Porto, segundo classificado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.