O Sporting impôs-se sem dificuldade em Tondela por 3-1, em partida a contar para a 29.ª jornada da I Liga. Os leões colocam-se à condição a três pontos do FC Porto que joga no domingo frente à V. Guimarães.

Veja o resumo do jogo

Era a visita a um terreno de um aflito, frente a uma equipa a precisar de pontos para fugir a uma posição desconfortável na tabela. A equipa de Nuno Campos, no 16.º lugar, queria dar continuidade ao momento depois de ter vencido na última jornada, o único triunfo nos últimos oito encontros. O Sporting sabia que não podia tremer para se manter colado na luta pelo título.

Frente à pior defesa do campeonato, as probabilidades do Sporting em marcar na visita a terras beirãs eram altas. Apesar de tudo, Rúben Amorim inovou e entrou sem pontas de lança de raiz em Tondela: Entregou a titularidade a Marcus Edwards que aparecia no ataque ao lado de Pedro Gonçalves. Luís Neto também foi novidade na defesa, com Matheus Reis a descair pela esquerda.

No jogo 100 de Amorim pelo Sporting, o leão entrou mandão e deu o primeiro sinal de perigo logo ao minuto 11´. Porro cruzou com a bola rente ao relvado e Sarabia finalizou de pronto, próximo do primeiro poste, com Trigueira a recolher.

Com os verdes e brancos naturalmente com a iniciativa, o Tondela tentava encurtar espaços, fechando-se num 4x5x1. O Sporting conseguia circular a bola, mas sem capacidade para definir no último terço.

O assunto foi resolvido à passagem da meia hora e à bomba. Gonçalo Inácio do meio da rua desferiu um míssil sem hipóteses para Pedro Trigueira. Com a partida a ganhar um ritmo mais frenético, dois minutos depois do golo o Sporting teve nova oportunidade. Matheus Reis deixou para a finalização de Pote, mas segurou o guardião da equipa da casa.

Só que o Sporting não parou n intento de dilatar o marcador que voltou a agitar ao minuto 34´. E que jogada dos leões! Tudo bem feito, com Sarabia a finalizar depois de assistência de Pedro Gonçalves. Até ao intervalo, os leões até podiam ter marcado mais golos. Coates, por duas vezes, e Pote tiveram chances para a finalização, só que a pontaria não foi a mais apurada.

Na segunda parte, cedo os verdes e brancos tentaram colocar o 'jogo no congelador', mas sempre a espreitar a baliza do adversário. Aos 58´, Pote rematou às malhas laterais, depois de servido com mestria por Marcus Edwards - Que grande jogo fez o britânico!

Aos 61´- Adán foi obrigado a intervir naquela que era até então a melhor oportunidade do Tondela. Rafael Barbosa no lance, mas com o guardião do Sporting a evitar o pior.

Aos 68´, a equipa de Amorim colocou um 'tampão no jogo': Luís Godinho assinalou grande penalidade por mão de João Pedro na área. Na conversão, Pablo Sarabia não perdoou e bisou na partida. Dois minutos depois seria a vez do Tondela reduzir. Depois de um pontapé de canto, a bola sobrou para Tiago Dantas que cruzou para a área e Manu Hernando cabeceou para o fundo da baliza.

Ao minuto 82´, os verdes e brancos criaram nova situação de perigo. Novamente com Edwards a a recriar-se e a construir nova jogada de perigo. O britânico lançou para a finalização de Tabata, com Trigueira a impedir o alargar da vantagem.

O minuto 90´ acabou por ser o momento para os aplausos em homenagem ao melhor em campo: Marcus Edwards deu lugar ao menino Rodrigo Ribeiro, que comemora na próxima semana 17 anos de idade.

O Sporting somou a quinta vitória consecutiva do campeonato, com 73 pontos, e fica à espera de uma eventual 'escorregadela' do FC Porto em Guimarães. O Tondela mantém os mesmos 25 pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.