O empate 1-1 entre Farense e Famalicão, na tarde deste sábado, em Faro, ficou marcado por um triste episódio que levou à interrupção do encontro por alguns minutos já perto da fase final do encontro.

Chquinho, jogador do Famalicão, preparava-se para bater um pontapé de canto quando ouviu insultos racistas vindos da bancada por parte de um adepto. O jogador famalicense dirigiu-se ao árbitro da partida, Hélder Malheiro, e apontou para um adepto em concreto, o qual terá depois sido identificado pelas autoridades.

O árbitro interrompeu o jogo, que esteve parado cerca de cinco minutos, dando como manda os regulamentos indicação para que o speaker do recinto transmitisse uma mensagem anti-racismo: "Somos pelo futebol e contra o racismo".

Veja o momento de tensão no S.Luís

Entretanto, a Liga Portugal deixou também já um comunicado, lamentando o sucedido e pedindo uma punição severa para o adepto em causa.

"A Liga Portugal condena de forma veemente todo e qualquer tipo de comportamento que coloque em causa a essência inclusiva e agregadora do Futebol. A Liga Portugal exorta as autoridades competentes a punirem, de forma exemplar, o adepto responsável pela conduta imprópria e prontamente identificado pelas forças de segurança presentes no Estádio São Luís, para que fique claro que no Futebol não há espaço para o racismo!", escreveu em comunicado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.