Os futebolistas Luís Sousa (ex-Paços de Ferreira) e João Paulo (ex-Estoril-Praia) foram hoje as principais novidades na apresentação do Desportivo das Aves, com o objetivo de realizar um campeonato tranquilo na II Liga de futebol.

O defesa esquerdo considerou que «o empréstimo foi a melhor opção» para «fazer o melhor», que «é jogar», e «ajudar o Aves», para, quem sabe, regressar, depois, ao Paços de Ferreira, de onde também é oriundo Valente, ex-júnior e filho do treinador Fernando Valente, embora ainda sem ligação ao clube da Vila das Aves.

«Os objetivos são os normais de todas as épocas: tentar fazer um campeonato tranquilo e sem loucuras. Para isso, voltámos a apostar num treinador que, pela primeira vez, chegou aos campeonatos profissionais, mas que, acreditamos, pode valorizar o clube e os nossos ativos», anunciou o presidente Armando Silva, durante a apresentação.

O dirigente insistiu no tema e lembrou que «o Aves foi o único clube da II Liga a fazer duas vendas»(Mamadu saiu para o Videoton, da Hungria, e Rabiola ingressou no Sporting de Braga), destacando a importância destas «receitas extraordinárias» para um clube que tem de orçamento 1,1 milhões de euros para toda a estrutura.

Além do defesa Luís Sousa e do avançado João Paulo, o Aves deu a conhecer outros cinco reforços: os defesas Luisinho (ex-Ponte Preta) e Miguel Vieira (ex-Sporting de Espinho) e os médios Andrew (ex-Ribeirão), Ruben (ex-Cinfães) e Diogo Pires (ex-1.º Dezembro).

Transitaram da última época os guarda-redes Ricardo e Rui Faria, os defesas Leandro, Adilson, Filipe, João Paulo e Romaric, os médios Grosso, Tito, Vasco Rocha, Jorginho e Binaia, além dos avançados Pedro Pereira, Vasco Matos e Renato Reis.

Segundo o presidente Armando Silva, o plantel continua em aberto, admitindo alguns reajustes, num máximo de três elementos, apesar da satisfação do técnico com o atual grupo de trabalho.

Fernando Valente disse sentir um «extremo orgulho» por ter sido escolhido para orientar o Desportivo das Aves, um clube com «uma envolvência grande à volta do grupo de trabalho», e afirmou estar «preparado» para se enquadrar naquilo que é a filosofia deste histórico emblema da II Liga.

«As perspetivas são fantásticas, estamos muito contentes com aquilo que temos aqui e estão garantidas as condições para fazermos um bom campeonato», afirmou Valente, de 53 anos, reiterando que pretende deixar no clube a sua marca, assente numa ideia que privilegia o jogo e os jogadores.

O Desportivo das Aves foi quinto classificado na II Liga em 2012/2013, com um plantel que perdeu vários titulares, nomeadamente Romeu (mudou-se para o Paços de Ferreira), Dally (Tondela), Lourenço, Mamadu (Videoton) ou Marafona.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.