O Belenenses falhou hoje o "assalto" ao segundo lugar da Liga de Honra de futebol, ao empatar em casa 1-1 com o União da Madeira, num encontro, da sétima jornada, em que jogou muito tempo com 10 elementos.

O argentino Ávalos deu vantagem aos visitantes, aos 17 minutos, mas Abel Camará colocaria justiça no resultado, aos 71, já depois do árbitro Vasco Santos ter ordenado a expulsão do lateral Igor Pita, aos 30.

A possibilidade de se isolar no segundo lugar não pareceu atrativa o suficiente para o Belenenses, que demonstrou muitas dificuldades nos minutos iniciais, em que apenas Rodrigo Antônio e Miguel Rosa conseguiram "furar" a "greve".

No entanto, era o setor mais recuado que dava mostras de maior intranquilidade, perante um União da Madeira bem organizado e que chegou à vantagem, num cabeceamento do central ex-Boavista Ávalos, na sequência de um canto.

A falta de ideias na saída de bola não ajudava a serenar as hostes caseiras, que pior ficaram após a expulsão de Igor Pita, o que possibilitou que o União passasse a explorar os espaços na defensiva do Restelo.

Perto do final da primeira parte, Rúben esteve perto de dilatar a vantagem madeirense, que sofreu algumas ameaças, nomeadamente por parte de Miguel Rosa, médio do Belenenses, que tentou dar o mote após o intervalo, num remate que rasou o poste.

Poucos segundos depois, era a vez de Rui Varela também não conseguir a igualdade, numa altura em que começavam a surgir, em catadupa, lances de perigo junto da baliza de Christopher, que acabaria por ser batido, num cabeceamento de Abel Camará.

Até final, o conjunto do Restelo continuou a "carregar", na busca dos três pontos, e nos últimos segundos de compensação, Tiago Almeida falhou de forma inacreditável aquele que seria o tento do triunfo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.