Jorge Gaiolas apresentou segunda-feira à noite a sua candidatura à presidência do Sporting da Covilha e propõe-se fazer regressar o clube à Liga de futebol, sem constrangimentos financeiros.
A candidatura de Gaiolas segue-se à apresentada pelo actual presidente, José Mendes.
Há mais de 80 anos que não se apresentava a votos no Sporting da Covilhã, clube que milita na Liga de Honra de futebol, mais do que uma lista.
Até ao momento são duas as candidaturas formalizadas às eleições, agendadas para 29 de Outubro. O prazo para a entrega de listas termina dia 21, data para a qual está igualmente marcada uma Assembleia Geral (AG) para a apresentação de contas.
O candidato, apoiado pelo actual presidente da AG, António Lopes, diz contar com o treinador, João Pinto, que ainda não conhece pessoalmente e que no início da temporada rubricou um contrato de dois anos com o clube.
“O Sporting da Covilhã cumprirá os compromissos assumidos”, garantiu Jorge Gaiolas, que desempenha actualmente as funções de vice-presidente da Associação de Futebol de Castelo Branco.
A criação, a médio prazo, de uma academia, é outra das metas. “O Sporting da Covilhã tem de ser o líder da formação”, acentuou.
Para concretizar a ideia diz contar com um terreno de 30 mil metros quadrados, cedido por António Lopes. Para consubstanciar o investimento, Jorge Gaiolas diz estar a estudar a hipótese de uma candidatura do clube a fundos comunitários.
No que toca às modalidades amadoras, o candidato tenciona manter as actuais e apostar em outras que sejam sustentáveis.
A criação da provedoria do associado é outro dos objectivos, tal como pedir uma auditoria às contas, para avaliar o passivo real dos serranos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.