Nuno Capucho, que em setembro rendeu Daúto Faquirá no comando do Sporting da Covilhã, já não é treinador do clube da II Liga de futebol, anunciou hoje o emblema serrano.

"Informamos que a partir de hoje Nuno Capucho, e a sua equipa técnica, deixam de pertencer à estrutura serrana. Agradecemos o profissionalismo de todos e enaltecemos o caráter. Desejamos muita sorte e sucessos profissionais", lê-se no comunicado divulgado na página na Internet do Sporting da Covilhã.

Capucho começou a orientar os ‘leões da serra’ à quarta jornada, quando a equipa ainda não tinha somado qualquer ponto.

O antigo médio estreou-se a ganhar e esteve sete jogos sem perder, para de seguida contar oito partidas sem vencer.

A última vitória do técnico natural de Barcelos, de 48 anos, foi conseguida em 07 de novembro, frente ao Casa Pia (0-1).

Na segunda-feira, Capucho esteve pela última vez no banco do Sporting da Covilhã, num jogo que terminou com uma derrota pela margem mínima frente ao Cova da Piedade.

No final do encontro, o treinador criticou os jogadores, e deixou no ar a possibilidade de abandonar o clube serrano, depois de conversar com o presidente, José Mendes.

"Se os jogadores não querem, não adianta estar aqui", disse Capucho, após o encontro, manifestando-se desiludido com a equipa, por considerar que o conjunto às suas ordens "podia ter feito mais".

O Sporting da Covilhã, com três jogos em atraso, é 16.º classificado da II Liga de futebol, com 14 pontos, três acima da zona de despromoção.

Nas 15 partidas à frente dos ‘leões da serra’, Capucho contou quatro vitórias, seis empates e cinco derrotas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.