O Desportivo das Aves e o Santa Clara empataram hoje 2-2 na Vila das Aves, num emotivo jogo da oitava jornada da Liga de Honra de futebol, em que ambas as equipas estiveram a ganhar.

A equipa da casa inaugurou o marcador na primeira parte, aos 17 minutos, por Nélson Pedroso, mas no segundo tempo o Santa Clara inverteu o resultado em apenas dois minutos, com golos de Pacheco (73, de grande penalidade) e de João Pedro (75, na própria baliza).

Aos 86 minutos, novamente por Nélson Pedroso e outra vez na cobrança de um livre direto, os avenses empataram a partida, conferindo mais justiça ao resultado.

O Desportivo das Aves fez uma boa primeira parte e esteve muito perto de inaugurar o marcador logo aos seis minutos, mas Pires rematou contra Stefanovic, quando tinha tudo para marcar após centro de Nélson Pedroso da esquerda.

O golo chegou pouco depois (17 minutos) com o remate do defesa esquerdo do Desportivo das Aves a trair o guarda-redes adversário, depois de sobrevoar a área e não sofrer nenhum desvio de qualquer jogador.

O Desportivo das Aves, que alinhou com um "onze" exclusivamente português, tinha o ascendente na partida e, aos 27 minutos, Vasco Matos rematou para defesa segura de Stefanovic, enquanto o Santa Clara só por uma vez causou perigo na primeira parte, com um remate de longe de Lourenço que Marafona teve dificuldades para defender (37).

Na segunda parte, o técnico da formação açoriana, Bruno Moura, mexeu na sua equipa, alargando a frente de ataque, mas foi o Aves a criar primeiro perigo com um cabeceamento de Pires (59).

Contudo, aos 72 minutos, uma mão absurda de Romeu na grande área, após cruzamento de Alex da esquerda, permitiu ao Santa Clara empatar, pelo mesmo Alex, na conversão da respetiva grande penalidade.

E dois minutos depois, consumou-se a reviravolta: João Pedro introduziu a bola na própria baliza após um remate de Pacheco, que emendou um falhanço inacreditável do seu colega Dincic a meio metro de uma baliza deserta.

Mais com o coração do que com a cabeça, o Aves reagiu e ainda conseguiu chegar ao empate, novamente por Nélson Pedroso, na cobrança perfeita de um livre direto (86).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.