Pela primeira vez na história do Sporting da Covilhã, as eleições para a direcção do clube vão ser disputadas por duas listas, uma liderada pelo actual presidente, José Mendes, e outra por Jorge Gaiolas.

Jorge Gaiolas apresentou na última segunda-feira o seu projecto, que passa por fazer regressar os serranos à primeira liga de futebol dentro de três anos.

Já José Mendes, que se diz “satisfeito” por haver duas listas, tem marcada para hoje, às 19h00, a divulgação do programa eleitoral.

"Seja qual for o resultado, o que peço é que no dia seguinte sejamos todos do Sporting da Covilhã", frisou António Lopes, que integra a lista de Gaiolas e se incompatibilizou com o presidente da direcção, o que motivou a demissão dos órgãos sociais.

Na assembleia geral foram aprovadas as contas da última época, com um saldo positivo de 13.668 euros. A receita cifrou-se nos 994.000 euros, face a uma despesa de 980.000 euros.

O passivo do Sporting da Covilhã é de 631.000 euros, mais 80.000 euros que na temporada anterior.

Na reunião magna foi ainda aprovado, por unanimidade, um voto de louvor, proposto por um sócio, aos órgãos sociais, pelo trabalho realizado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.