O Feirense - Chaves, jogo da Segunda Liga que tinha início marcado para as 20 horas, foi adiado já com os jogadores no terreno de jogo, devido aos casos de COVID-19 no emblema transmontano.

Já com as duas equipas prontas para começar a partida, o árbitro João Gonçalves recebeu uma chamada telefónica e deslocou-se durante breves instantes ao túnel de acesso ao relvado.

Na transmissão televisiva da SportTV foi ainda possível ver os delegados da Liga Portuguesa de Futebol Profissional a falar ao telefone, juntamente com vários responsáveis dos dois clubes.

Já 27 minutos depois da hora prevista para o início do encontro, o árbitro apitou para que os jogadores recolhessem ao balneário, sem que tenha sido prestada qualquer informação oficial até ao momento.

De acordo com a Sport TV, a Autoridade de Saúde de Chaves terá dado um parecer negativo à realização da partida. A Liga pediu uma posição formal sobre esse mesmo parecer, algo que surgiu apenas às 20h22, 22 minutos depois da hora marcada para o início da partida.

O Feirense já confirmou o adiamento da partida, sendo que o anúncio oficial acontecerá depois de uma reunião de segurança entre as autoridades de saúde, clubes e Liga de Clubes.

A partida continuava em cima da mesa, mesmo depois do anúncio dos positivos no Chaves. Contudo, muito minutos depois das 20 horas - hora de início inicialmente marcado - o jogo continuava sem começar.

De acordo com a Sport TV, o atraso deveu-se à intervenção da Direção-Geral de Saúde, uma vez que o emblema transmontano registou quatro casos positivos de COVID-19. Liga, clubes e DGS analisam a situação, não sendo certo ainda se a partida irá ou não acontecer.

O Desportivo das Chaves anunciou esta sexta-feira a deteção de quatro casos dentro do clube, dois deles de jogadores da equipa. O médio Guzzo e o guarda-redes Samu, e ainda os treinadores adjuntos Pedro Machado e Tiago Castro, testaram positivo “embora assintomáticos”, revela, em comunicado, o clube transmontano.

“[Os quatro elementos] estão neste momento isolados, seguindo as normas da Direção Geral da Saúde (DGS), contando com o total apoio da SAD e do clube”, acrescenta a nota.

Fonte do clube explicou à Agência Lusa que a Liga Portugal estava avisada da situação e que a partida não estaria em causa, algo que não se confirmou na prática.

Também o Académico de Viseu-Académica foi suspenso, por determinação da ACES Dão Lafões, em articulação com a DGS, anunciou a Liga esta sexta-feira. Além dos três casos detetados no Académico de Viseu, também a situação epidemiológica na cidade de Viseu levaram a esta tomada de posição por parte da Autoridade de Saúde Regional.

*Última atualização às 23h25

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.