O Feirense venceu este sábado fora o FC Porto B por 2-1, num jogo da 39.ª da II Liga portuguesa de futebol, impondo assim a quinta derrota caseira aos “azuis e brancos” e obtendo a quinta vitória como visitante.

O Feirense começou melhor, beneficiou de três cantos nos primeiros cinco minutos e deu a sensação de que, fruto da sua aposta ofensiva, podia marcar a qualquer instante.

O FC Porto, por seu lado, deu o primeiro sinal de vida perto dos 20 minutos, numa incursão ofensiva de Kelvin pela lado esquerdo, concluída com um cruzamento rasteiro paralelo à baliza visitante, a que Sebá chegou atrasado por muito pouco.

O avançado portista Caballero esteve perto de marcar aos 33 minutos, através de um remate que, porém, saiu fraco e à figura do guarda-redes Carlos.

Mas foi o Feirense, contudo, que esteve sempre mais perto do golo, com saídas rápidas para o ataque. Várias delas foram pelo lado esquerdo, onde o lateral David Bruno sentiu muitas dificuldades para travar Jorge Gonçalves e companhia, em alguns casos por falta de proteção defensiva.

O melhor da primeira parte ficou para os últimos cinco minutos, com um golo para cada lado.

Primeiro foi o FC Porto: Sebá acelerou, serviu Kelvin e este ultrapassou Carlos e marcou (41). O Feirense empatou através de grande penalidade, por Jorge Gonçalves, a castigar uma falta cometida por Tiago Ferreira. Fez-se justiça, visto que os visitantes fizeram quase tudo por merecer pelo menos um golo - e só falharam na finalização.

Na segunda parte, o equilíbrio entre as duas equipas foi a nota dominante e com ambas as equipas a não acelerarem muito, até porque, a três jornadas do fim, já não têm nada a perder ou a ganhar e estão tranquilas na tabela classificativa, pois o FC Porto B é 12.º e o Feirense 14.º.

O FC Porto - que somou hoje o quinto jogo sem vencer - podia ter feito o 2-1 aos 50 minutos, quando Kelvin surgiu isolado frente a Carlos, que defendeu com os pés.

O Feirense manteve a sua atitude positiva, arriscou, lançando sucessivos ataques e num deles chegou ao segundo golo e à vitória. Sténio serviu Pires e este rematou, fazendo o 2-1 final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.