A Naval 1.º de Maio decidiu suspender as relações entre a estrutura do futebol e a comunicação social por tempo indeterminado, disse hoje à agência Lusa o diretor desportivo do clube da Liga de Honra.

Nuno Cardoso, que admitiu como provável a emissão de um comunicado sobre o assunto, justificou desta forma o facto de os futebolistas não terem falado hoje aos jornalistas.

Os jogadores realizaram hoje treino à porta fechada e foram proibidos de prestar declarações à comunicação social no final, contrariando uma prática usual desde o início da temporada.

Uma fonte do clube disse à Lusa que a decisão de “blackout” foi motivada pelo facto de os jornalistas em serviço no encontro entre Naval e Atlético, no domingo, não terem comparecido na conferência de imprensa dos treinadores no final do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.