A direção do CD Trofense, atual 19.º classificado da II Liga de futebol, anunciou a saída do treinador Neca do comando da equipa, em nota publicada esta quinta-feira no seu sítio oficial na Internet.
Em comunicado, a direção presidida por Paulo Melro evocou os resultados desportivos para a saída da equipa técnica atual do Trofense, falando ainda em «ciclo de mudança» e «quebra de rendimento».
«O clube decidiu rescindir os contratos de trabalho com Prof. Neca, Jorge Prisca e Duarte Gomes, abrindo um ciclo de mudança. Na base desta decisão consensual estão os resultados desportivos, a incapacidade revelada pela equipa em inverter situações adversas e a quebra acentuada do rendimento coletivo», refere o comunicado do clube da Trofa.
A decisão foi tomada na noite de quarta-feira e comunicada ao treinador Neca. Uma solução definitiva deverá ser conhecida no início da próxima semana.
Contactado pela Agência Lusa, o técnico confirmou a saída, mas revelou que foi «surpreendido» pela decisão, que, segundo afirmou o treinador, «partiu da direção».
«Surpreendidos ficamos sempre, pois acreditávamos no que estávamos a desenvolver. Mas respeitamos muito a decisão da direção e o clube, ao qual desejamos as maiores felicidades», disse Neca, em nome da sua equipa técnica.
O treinador, que chegou à Trofa a 21 de julho, contratado pela anterior comissão administrativa do clube liderada por José Leitão, encontrou uma equipa «indefinida», que tinha conseguido «à justa» a inscrição na II Liga. Face às «muitas dificuldades» encontradas, Neca disse à Lusa que estava «convicto» de que estava a desenvolver «um bom trabalho».
«Começamos a época numa situação muito difícil. Tivemos jogadores às dezenas a pedirem para serem testados para integrarem a equipa que ainda não estava definida quando partimos para o primeiro jogo oficial. Depois, foram derrotas por cinco golos de diferença. E, entretanto, iniciamos um campeonato difícil, mas nunca caímos abaixo da linha de água», descreveu Neca, frisando, no entanto, que gostou "muito" de treinar o Trofense".
Sobre o futuro, Neca disse estar ainda «a refletir e a digerir» a saída da Trofa, considerando «cedo» para falar em possíveis projetos.
Já o futuro do Trofense foi explicado no comunicado da direção: «Vítor Oliveira, ex-jogador e que foi treinador adjunto nas duas últimas épocas, está de regresso ao clube, assumindo a liderança técnica da equipa na preparação do jogo frente à Naval», diz a nota.
Com apenas três vitórias em 16 jogos, o Trofense encontra-se a dois pontos da linha de água, tendo mais cinco pontos do que o último classificado da II Liga, o Freamunde. Os trofenses perderam por oito vezes e empataram quatro para a II Liga, tendo ficado arredados da Taça da Liga e da Taça de Portugal logo nas primeiras fases de ambas as provas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.