O acto eleitoral terá de decorrer até ao final de Março, mas António Lopes pretende que as eleições sejam marcadas para uma data antes do encerramento do mercado de transferências, com receio de que surjam problemas relacionados com lesões no plantel e uma eventual nova direcção pretenda reforços.

O presidente da Assembleia Geral, incompatibilizado com o presidente da direcção, garante não estar disponível para encabeçar nenhuma lista, mas diz já ter conversado com uma pessoa interessada em liderar um projecto, que nesse caso apoiaria. “Eventualmente serei candidato ao cargo actual, porque não sou pessoa de virar as costas”, frisou.

Entretanto, numa carta divulgada hoje, mas enviada à direcção do Sporting da Covilhã há cerca de duas semanas, António Lopes, único sócio benemérito do clube, colocou à disposição dos dirigentes serranos os diplomas de homenagem e distinções com que foi agraciado.

“Se fomos renitentes a receber as ‘homenagens’, queremos ser lestos a devolver os ‘espelhos’ em que as atitudes de vossas excelências transformaram os símbolos de reconhecimento do clube, permitindo-lhes assim a correcção de um erro que, estamos em crer, já assumiram ter cometido”, diz António Lopes, na missiva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.