O Sporting da Covilhã, da II Liga de futebol, assinala os seus 97 anos com um conjunto de três videoconferências com dirigentes, antigos jogadores e convidados, que vão falar sobre o clube.

As conversas serão transmitidas através da página de Facebook do emblema serrano e a primeira está marcada para as 19:00 de dia 2 de junho, data em que os ‘leões da serra’ completam 97 anos. As restantes sessões estão previstas para 9 e 16 de junho.

A iniciativa, a que o clube se associou, é de um conjunto de sócios, encabeçado por João Salcedas, antigo jogador, treinador e diretor desportivo do Sporting da Covilhã, atualmente a coordenar o Angrense, dos Açores.

As videoconferências fazem parte da campanha "1 Século... 1.ª Liga" e são a primeira de várias iniciativas, com o intuito de mobilizar as forças vivas de região para ajudarem os serranos a regressarem ao escalão principal do futebol português até ao ano em que completa o centenário, em 2023.

"Estas são as primeiras três iniciativas de outras que se hão de seguir. Infelizmente, devido à pandemia, não se pode assinalar o aniversário presencialmente e decidimos aglutinar pessoas com responsabilidade, para a partir daqui tentarmos criar uma dinâmica de união na região", adiantou, em declarações à agência Lusa, João Salcedas.

Na primeira sessão, entre outros, está confirmada a presença do presidente do Sporting da Covilhã, José Mendes, e do presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira.

Nas restantes vão participar vários elementos dos dois últimos plantéis que disputaram a então I Divisão, em 1984-1985 e em 1986-1987.

O antigo defesa central frisa as "condições incomparáveis" de que atualmente o clube dispõe em termos de infraestruturas, o "trabalho sério" que tem sido feito, que faz do Sporting da Covilhã o emblema há mais anos consecutivos na II Liga de futebol, e lamenta que o estádio não encha como no passado.

O porta-voz do grupo de sócios apela aos adeptos que vão ao estádio, para que a equipa se sinta galvanizada, e pede às empresas e instituições que se envolvam, "porque ter o Covilhã novamente no mais alto patamar do futebol será bom para o comércio, para o turismo, para a restauração, para todos".

João Salcedas tem em vista um conjunto de ações, que vai procurar "concertar com o clube", no sentido de sensibilizar, analisar e procurar parcerias. Por exemplo criar protocolos com empresas ou voltar a organizar excursões regulares para acompanhar a equipa fora.

"Queremos mobilizar a população e os agentes económicos da região, porque o Sporting da Covilhã é um clube com história, que tem acompanhado a evolução do futebol e que está estruturado para chegar à I Liga. Estar lá no ano do centenário seria a cereja no topo do bolo", realça o dinamizador da campanha.

Embora sublinhe ser uma organização "externa", o Sporting da Covilhã, na sua página na Internet, afirma ser "concertada com a direção", com vista a "acordar a cidade, sensibilizar os responsáveis autárquicos e também demonstrar aos empresários os benefícios que advêm de uma subida e consequente manutenção do clube" no principal escalão do futebol nacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.