O Trofense, atual último classificado da II Liga em futebol, e o treinador Vítor Campelos chegaram hoje a acordo para rescisão de contrato, informou fonte do clube.

Esta decisão surge um dia depois de o Trofense ter perdido 2-0 em casa do Vitória de Guimarães B, sendo esta a quarta derrota consecutiva do `lanterna vermelha´ do campeonato, num total de 25 derrotas, sete vitórias e oito empates, em 40 jornadas.

A seis jogos do final do campeonato, o Trofense segue em último com 29 pontos e a uma distância de 13 pontos para o primeiro clube que segue acima da linha de despromoção.

De acordo com o responsável da Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) do Trofense, Nuno Lima, a rescisão foi por mútuo acordo, decorrendo da situação complicada que o emblema da Trofa está atravessar.

Nuno Lima assumiu que o objetivo agora é "tentar não ficar em último lugar", avançando que não vai ser procurado novo treinador, ficando o comando técnico da equipa a cargo de Vítor Oliveira, um "treinador da casa" e ex-jogador do clube.

Vítor Campelos chegou ao clube da Trofa à 24.ª jornada, para substituir Porfírio Amorim, que tinha saído à 19.ª jornada quando o clube já estava na última posição.

Com Vítor Campelos saem também os adjuntos Marco Alves e Pedro Neves.

O próximo encontro oficial do Trofense está agendado para domingo, pelas 16:00, em casa frente ao Olhanense, em jogo da 41.ª jornada da II Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.