Com esta decisão, o acto eleitoral do clube poveiro, que milita na Liga de Honra de futebol, volta a ficar vazio, pela quarta vez consecutiva.

Num comunicado enviado à Agência Lusa, a candidatura de Manuel Moreira explica os motivos da desistência, considerando que «o clube está em falência técnica e não é mais viável».

O ex-candidato aprofundou alguns dos motivos que considerou serem preocupantes no Varzim e que levaram a retirar a sua candidatura.

«Receitas penhoradas, passivo de 2 milhões de euros junto de fornecedores e estado, actividade anual deficitária de 1 milhão de euros, injecção imediata de capital para a sobrevivência do clube é de alto risco, com retorno zero, inaceitável ligação do negócio do estádio com processos de gestão do clube, que não são independentes», são algumas das preocupações manifestadas no comunicado.

Apesar da desistência, a candidatura de Manuel Moreira manifestou a sua disponibilidade para a execução de uma auditoria externa independente ao clube.
Manuel Moreira, empresário poveiro de 40 anos, tinha apresentado recentemente a sua lista à liderança do Varzim, fazendo com que o actual presidente, Lopes de Castro, recuasse na decisão de se recandidatar a mais um mandato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.