A estreia do jovem Capita e o regresso de Ary Papel constituem as novidades na convocatória da seleção angolana de futebol, tendo em vista os compromissos da próxima data FIFA, em que defronta a Guiné Bissau e Moçambique.

De 18 anos, Osvaldo Capemba “Capita” notabilizou-se na seleção sub-17, que disputou, pela primeira vez, um mundial da categoria, decorrido no Brasil, em 2019. Nessa estreia, Angola alcançou os oitavos-de-final, tendo sido derrotada, nesta fase, pela Coreia do Sul, por 0-1.

Neste mesmo ano, Capita, formado no 1º de Agosto, foi o melhor marcador do CAN sub-17, com quatro golos, realizado na Tanzânia.

Já o médio ofensivo Ary Papel, ligado agora ao Zamalek do Egipto, regressa ao combinado nacional, depois de falhar o Campeonato Africano das Nações (CAN), disputado no Egipto, em 2019.

O internacional angolano também não fez parte dos jogos frente à Gâmbia, quer nos dois desafios para as eliminatórias de acesso à fase de grupos qualificativos ao Mundial do Qatar (vitória nos encontros por 1-0 e 2-1), quer no de apuramento ao CAN dos Camarões (derrota 1-3), assim como no encontro com o Gabão (derrota 0-2), todos em 2019.

Maioritariamente formado por atletas que evoluem na diáspora, destaque ainda para o regresso dos guarda-redes Antoine Dominique e Hugo Marques, ambos que já atuaram no 1º de Agosto.

Lista dos Convocados

Guarda-redes: Kadu (Sporting de Espinho), Antoine Dominique (Petro de Luanda), Hugo Marques (Farense)

Defesas: Anderson Lucoqui (Arminia Bielefeld da Alemanha), Bastos (Lazio de Itália), Diógenes (Petro de Luanda), Inácio Santos (U Cluj da Roménia), Jonas Ramalho (Girona de Espanha), Jonathan Buatu (Sint-Truiden da Bélgica), José Matuwila (Petro de Luanda), Núrio Fortuna (Gent da Bélgica), Paizo (1º de Agosto).

Médios: Fredy (Antalyaspor dav Turquia), Ernesto Panzu (Hertha de Berlin B da Alemanha), Herenilson (Petro de Luanda), Show (Boavista), Valdomiro Estrela (sem clube).

Avançados: Fábio Abreu (Moreirense), Geraldo (Al Ahly do Egipto), Gelson Dala (Rio Ave), Jérémie Bela (Birmingham da Inglaterra), Ary Papel (Zamalek), Mateus Galiano (Penafiel), Capita (Mouscron da Bélgica), Vá (Pafos do Chipre), Zito Luvumbo (Cagliari da Itália).

Os Palancas Negras vão efetuar um estágio de 5 a 13 de Outubro em Portugal, onde vão defrontar as congéneres lusófonas da Guiné Bissau (dia 11) e Moçambique (dia 13).

O selecionador Pedro Gonçalves, em videoconferência, disse que vai aproveitar a estadia em Portugal para começar a formar um conjunto forte, para atacar os jogos de apuramento ao CAN dos Camarões, a disputar-se em 2022.

Na corrida a esta prova africana, Angola joga no dia 9 de Novembro com a RDC, para a terceira jornada do grupo D, no terreno do adversário. Já a 17 do mesmo mês, volta a enfrentar o mesmo oponente, no estádio 11 de Novembro para a quarta ronda.

O combinado nacional, depois de duas derrotas frente à Gâmbia (1-3) e Gabão (0-2), ocupa a última posição do grupo, sem pontuar. Os gambianos e gaboneses lideram, com quatro pontos cada, ao passo que os congoleses estão em terceiro, com dois.

Apesar do lugar que a seleção ocupa, o técnico diz que vão encarar o resto dos jogos com disponibilidade e ambição. “Enquanto haver possibilidades vamos lutar por ela”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.