O extremo avançado da seleção de Cabo Verde, Heldon Ramos “Nhuc” disse que a vitória imposta por Cabo Verde a Tanzânia foi “boa e justa” e que a equipa cabo-verdiana vai para a Tanzânia com a mesma intuição de vencer.

Nhuc considera que Cabo Verde foi “uma equipa dominadora” e que desde o inicio do jogo demonstrou a sua vontade em querer ganhar este match, pelo que terminou a primeira parte desde dois jogos na frente da Tanzânia, que o mesmo classifica de forte física e tecnicamente.

Revelou que durante a semana, a seleção nacional trabalhou muito a forma de jogar da formação adversária e que soube bem explorar os seus pontos fortes e fracos, mas antevê mais dificuldades no jogo desta terça-feira na Tanzânia, com o argumento que em África quem joga em casa é sempre favorito.

Ainda assim, disse que Cabo Verde vai para Tanzânia encarar o jogo com “muito respeito” pelos tanzanianos, mas com olhos postos na conquista de mais um trunfo para o arquipélago.

O combinado crioulo levou de vencida na tarde de sexta-feira a selecção da Tanzânia por 3-0, em partida da terceira jornada do Grupo L de qualificação para o CAN’2019, disputado no Estádio nacional, em Achada São Filipe.

Ricardo Gomes (bisou) e Stopira foram os marcadores dos jogos da seleção cabo-verdiana, que voltou a contar com o estádio cheio, quebrando assim um divórcio com os espectadores que nos últimos tempos estavam afastados dos jogos da seleção.

Com este triunfo, Os “Tubarões Azuis”, nome por que é conhecida a seleção de Cabo Verde, alcança Uganda na tabela classificativa, com quatro pontos, ao passo que Tanzânia continua com os mesmos dois pontos que o Lesoto.

Uganda e Lesoto jogam este domingo, às 12h00 de Cabo Verde, para o encerramento da terceira jornada desta poule.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.