Cristiano Ronaldo está a apenas sete golos do recordista mundial de seleções, o iraniano Ali Daei, depois de marcar na goleada de Portugal a Andorra (7-0), na passada semana. O português, segundo jogador da história a atingir 100 golos por uma seleção, está, assim, mais perto dos 109 de Ali Daei, ex-futebolista de 51 anos que teve como ponto alto da carreira a passagem pelo Bayern Munique, em 1998/99.

No dia em que cumpriu a sua 168.º internacionalização ‘AA’, o ‘capitão’ luso, de 35 anos, entrou apenas ao intervalo e apontou o sexto tento luso, aos 85 minutos, de cabeça, na sequência de um cruzamento de Mário Rui. Esperava-se que Cristiano Ronaldo marcasse frente a França e ajudasse Portugal a chegar à 'final four' da Liga das Nações mas os gauleses levaram a melhor e venceram, com um tento de NGolo Kanté. Foi a sexta vez que CR7 não conseguiu marcar frente a França.

Será uma questão de tempo até CR7 bater o recorde de Ali Daei. Contudo, o antigo jogador iraniano não se mostra preocupado com a proximidade do capitão da Seleção Nacional aos seus números. Em declarações ao portal italiano 'Tuttomercatoweb', Ali Daei afirmou esperar "sinceramente" que CR7 alcance o seu recorde, não se mostrado nada importado com isso.

"De forma alguma, seria uma verdadeira honra para mim se um jogador da sua classe e calibre o pudesse fazer. Cristiano Ronaldo é um dos melhores jogadores não só desta época, mas de sempre. Um fenómeno absoluto", disse.

Nascido em 05 de fevereiro de 1985, no Funchal, o jogador luso estreou-se pela seleção principal em 20 de agosto de 2003, com 18 anos, num particular frente ao Cazaquistão, em Chaves, onde entrou ao intervalo, substituindo Figo.

O primeiro golo aconteceu ao oitavo jogo, no Estádio do Dragão, no Porto, em 12 de junho de 2004, no encontro inaugural do Euro2004: Ronaldo também entrou ao intervalo e faturou de cabeça, após um canto, nos descontos, num desaire por 2-1.

Na prova que Portugal organizou, Cristiano Ronaldo marcou ainda um golo emblemático, o primeiro na vitória sobre a Holanda (2-1), que conduziu Portugal à primeira final da sua história – a Grécia acabaria com a festa.

No total, o avançado luso acabou 2004 com sete golos pela seleção, registo que só viria a igualar sete anos depois, em 2011, depois de dois em 2005, seis em 2006, cinco em 2007, um em 2008, um em 2009 e três em 2010.

Em 2012, marcou cinco e em 2013 chegou pela primeira vez aos 10. Ficou, depois, por cinco em 2014 e três em 2015, para, em 2016, colocar a ‘fasquia’ em 13, incluindo mais um numa meia-final de um Europeu, com o País de Gales (2-0).

Voltou a ultrapassar a dezena em 2017 (11), baixou para seis em 2018, ano em que abandonou, temporariamente, a seleção, depois do Mundial, para voltar em 2019 e bater o seu recorde, com 14 golos, incluindo um ‘póquer’ e dois ‘hat-tricks’.

Na passa semana passou a somar três golos em 2020, depois do ‘bis’ conseguido na Suécia (2-0), em 08 de setembro, no embate da Liga das Nações em que alcançou e ultrapassou a barreira dos 100 golos pela principal seleção de Portugal. A Suécia passou a ser a sua ‘vítima’ favorita, a par da Lituânia, com sete tentos a ambas. Seguem-se o Luxemburgo e, agora, Andorra, ambos com seis, e Arménia e Letónia, com cinco.

Esta terça-feira, Cristiano Ronaldo terá mais uma oportunidade para encurtar caminhos para o recorde de golos por uma seleção. Portugal defronta a Croácia, sem qualquer pressão, uma vez que já não irá conseguir chegar à 'final four' da Liga das Nações. Por isso será natural ver os jogadores lusos a tentarem ajudar o capitrão a marcar, no jogo entre as duas seleções esta quarta-feira, da derradeira jornada da prova.

Se o jogo pouco contará para a equipa das ‘quinas’, o mesmo não se aplica à Croácia, que ainda luta por assegurar a manutenção na Liga das Nações A. Os croatas ocupam o terceiro posto, com os mesmos três pontos dos suecos, quartos e últimos colocados, que na derradeira ronda visitam a França. O desaire (2-1) sofrido no jogo quinta jornada em Estocolmo impediu os croatas de garantir a permanência entre os melhores e deu nova vida à Suécia, sendo que o último classificado é despromovido à Liga B.

Além dos golos, Cristiano Ronaldo poderá ultrapassar a barreira das 100 vitórias na Seleção A de Portugal, neste que será o seu jogo 170 por Portugal. O craque estreou-se a vencer na Seleção de Portugal há 17 anos, numa vitória por 1-0 sobre o Cazaquistão, num particular realizado em Chaves.

O jogo entre Portugal e Croácia, da sexta e última jornada do Grupo 3 da Liga das Nações A, está agendado para terça-feira, a partir das 19h45 (hora de Lisboa), em Split e será dirigido pelo inglês Michael Oliver.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.