Para Hugo Almeida, depois de “entrarem em guerra uns com os outros”, a saída de Carlos Queiroz do cargo de seleccionador nacional foi a “solução mais sensata”.

"Penso que foi o melhor para os dois lados, tanto para a Federação como para o seleccionador, porque esta situação que se estava a passar não estava a ajudar ninguém", disse o avançado do Werden Bremen em declarações à TSF.

Carlos Queiroz foi dispensado pela direcção da Federação, nesta quinta-feira, doa 8 de Setembro, depois de 760 dias à frente da equipa das quinas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.