O Estoril-Praia inaugurou hoje o seu novo espaço museológico, junto ao Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, numa cerimónia que contou com uma homenagem ao selecionador de futebol de Portugal, Fernando Santos.

O treinador que conduziu Portugal à vitória no Campeonato da Europa de 2016 foi homenageado pela sua carreira com uma placa na sala, tendo sido evocado o seu percurso ao serviço do clube, no qual jogou quase toda a carreira e iniciou o seu percurso de técnico.

"Voltar aqui é voltar ao passado. O Estoril é o meu verdadeiro clube, foram muitos anos passados aqui. Nunca negaria o Estoril e estou certo de que um dia poderei voltar. Sinto o clube como família", declarou.

Para o selecionador nacional, de 62 anos, que esteve na cerimónia acompanhado pelo vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol Humberto Coelho, o emblema estorilista foi mesmo o início do caminho que o levou a sagrar-se campeão europeu em 2016.

"Cresci e fiz-me homem no Estoril. Vim para aqui em 1973, com 18 anos, e foi aqui que acabei por construir a minha vida profissional, não só no futebol, mas também na engenharia. Trabalhei num hotel da zona. De alguma forma, este clube levou-me a ser campeão europeu. Fiquei com a vontade de fazer alguma coisa no futebol", acrescentou.

Perante dezenas de convidados, o presidente do Grupo Desportivo Estoril-Praia, Alexandre Faria, lembrou que este novo espaço tem neste momento "Apenas três por cento dos troféus" do clube. "Estão aqueles que têm maior simbologia, os mais significativos", rematou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.