Cristiano Ronaldo continua em dúvidas para o jogo com a Suécia, da segunda jornada do Grupo 3 da Liga das Nações de futebol. O capitão da seleção irá treinar ainda esta segunda-feira e só depois é que será tomada uma decisão, como garantiu o selecionador Fernando Santos, em conferência de imprensa.

"[Cristiano Ronaldo] fez 25 minutos a 30 no treino de ontem. Vamos esperar pelo de hoje para ver como ele corresponde e depois tomaremos a decisão. O facto de ter sido muito feliz aqui não significa que vá jogar. Isso comigo não funciona assim. Se ele no treino apresentar condições, a probabilidade de jogar é grande. Se no treino não apresentar disponibilidade obviamente que não poderá entrar na equipa. Foi o que aconteceu com o André Gomes. A infeção está praticamente debelada. Se estiver apto para jogar provavelmente será titular", garantiu Fernando Santos, em conferência de imprensa em Solna, nos arredores de Estocolmo.

A presença ou não do melhor jogador português não irá fazer Fernando Santos mudar o plano de jogo para esta terça-feira: "O plano de preparação e estratégia é o mesmo caso Ronaldo jogue ou não. Não há diferença nenhuma. Agora, claro que em certos momentos do jogo ele pode fazer a diferença. Portugal, mesmo quando não pode contar com Ronaldo, continua a ser uma grande equipa", frisou.

"Nenhuma equipa do mundo pode ser melhor quando o melhor não está. Mas esta equipa continua a ser uma grande equipa sem o Ronaldo. Com capacidade e qualidade para lutar pela vitória em todos os jogos", finalizou Fernando Santos.

De acordo a Federação Portuguesa de Futebol, Cristiano Ronaldo esteve a contas com uma infeção num pé, o que levou a que falhasse o jogo com a Croácia, ganho por Portugal por 4-1. O astro português esteve no relvado do Bessa no domingo e poderá recuperar a tempo de defrontar a Suécia esta terça-feira.

Sobre o adversário Fernando Santos lembrou da derrota de Portugal frente aos nórdicos na Madeira em jogo particular para sublinhar que este é mais um jogo difícil para Portugal.

"Nunca achei que a Suécia tinha jogadores altos e loiros. É uma seleção forte e que está muitas vezes presente em fases finais de Europeus e Mundiais. Tem jogadores de qualidade e é uma equipa muito bem organizada, compacta e com criatividade. Têm jogadores que jogam em equipas de topo. Se não estivermos concentrados dificilmente iremos ganhar aqui", alertou.

A condição física dos jogadores é uma preocupação, numa altura em que muitos ainda estão em pré-época e outros terminaram. Fernando Santos lembrou que nem todos os jogadores são iguais e que a recuperação depende sempre de cada atleta.

"Há uns que recuperam mais rápido e outros que ao fim do segundo ou terceiro jogo não são capazes. Ontem não treinámos, quem jogou fez apenas massagens. Hoje vamos tentar aferir um pouco e perceber como os jogadores estão. Confio em absoluto no grupo e um dos parâmetros é a lealdade", destacou.

No domingo, no Porto, os titulares do encontro da estreia com a Croácia (4-1 no sábado, no Estádio do Dragão) ficaram em recuperação no hotel em que a comitiva lusa estava instalada e os restantes jogadores chamados por Fernando Santos treinaram no Estádio do Bessa, numa sessão à porta fechada.

Baixa certa é a do médio André Gomes, que não viajou para solo sueco e abandonou o estágio da seleção nacional, devido a lesão.

O Suécia-Portugal está agendado para as 20:45 locais (19:45 em Lisboa) e terá arbitragem do holandês Danny Makkelie.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.