"Não houve segredo nenhum, houve a qualidade de todos nós. Mostrámos que tínhamos qualidade e também trabalhámos muito durante esta semana para conseguir o objectivo de jogar no Mundial. E graças a Deus conseguimos", confessou o extremo português, convertido recentemente a lateral-esquerdo nos encarnados.

Na chegada ao aeroporto de Lisboa, onde a comitiva foi recebida por cerca de uma centena de adeptos, com alguns munidos de bandeiras e cachecóis, Coentrão deixou uma palavra de optimismo para a competição que decorrerá em 2010 na África do Sul. "Portugal é um forte candidato, todos os jogadores de Portugal alinham em grandes clubes e acho que Portugal será um candidato ao Mundial."

O jovem jogador confessa-se "tranquilo no Benfica" e promete "trabalhar bastante". "Já conquistei o apoio dos adeptos, porque isso era fundamental para mim, e agora vou continuar a trabalhar muito para mostrar mais futebol e ver se o mister me convoca outra vez para a próxima chamada da selecção", adiantou.

Sobre o embate do Benfica na Taça de Portugal, este domingo, contra o V. Guimarães, Coentrão foi parco em palavras: "Vou treinar para ver se entro nas opções do mister para domingo. O Benfica joga sempre para ganhar e é isso que vamos fazer no domingo."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.