Cristiano Ronaldo não passa por tempos fáceis. Desde o banco de suplentes no Manchester United à ineficácia ofensiva na seleção, muitas foram as vozes que começaram a questionar a real aptidão física do internacional português ao mais alto nível.

Depois da derrota de Portugal esta terça-feira contra a Espanha e de mais uma exibição aquém do capitão, foi a vez de um antigo internacional italiano, Antonio Cassano, aconselhar o avançado de 37 anos a 'pendurar as botas'.

"Se já não consegue aguentar, deve fechar a loja. Isto é válido para todos os desportos. Ele venceu tudo e foi um fenómeno, mas, agora, basta. Está no banco do Manchester United", atirou em declarações no podcast 'Muschio Selvaggio', onde confessou ainda não gostar de Ronaldo enquanto jogador.

Já sobre Messi, Cassano não poupou os elogios: "Messi é como Maradona, mas, quando falamos de sacrifícios... Ele saiu da Argentina com 14 anos e teve de lidar com vários problemas físicos. Os primeiros quatro anos dele, sozinho, em Barcelona, foram de sacrifício", acrescentou.

Depois da paragem para as seleções, Cristiano Ronaldo regressa agora ao Manchester United para tentar lugar por uma vaga na equipa titular de Ten Hag. Aquela que deveria ser uma paragem moralizadora na equipa de Fernando Santos acabou por não ser feliz para CR7.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.