Federico Cherubini, diretor desportivo da Juventus, abordou o plano do clube assim que soube da intenção de Cristiano Ronaldo abandonar Itália.

Em entrevista ao jornal italiano 'Tuttosport', o dirigente explicou que a prioridade do clube não foi substituir o português, mas começar a preparar o futuro.

"Quando Ronaldo nos disse que queria sair, só nos passou uma coisa pela cabeça. Não foi: 'O Cristiano vai sair, temos de o substituir', foi 'O Cristiano vai sair, temos de antecipar o futuro'", disse.

Cherubini deu como exemplo do plano da Juventus a chegada de Mose Kean, por empréstimo do Everton com opção de compra em 2023.

"Kean não é o substituto de Ronaldo, mas um elemento de um plano para continuar a vencer, mas com outro plano", explicou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.