Depois de ver o Sp.Braga perder por 2-1 ante o Sporting e deixar, assim, fugir a Supertaça, Carlos Carvalhal, treinador do conjunto minhoto, deu os parabéns ao adversário, mas lembrou que foram muitos os jogadores com que, devido a lesão, não pôde contar neste jogo, sublinhando que os que atuaram lutaram até ao fim pela vitória.

"Parabéns ao Sporting. Depois, dar uma palavra aos adeptos que aqui estiveram pelo apoio. Tivemos uma boa entrada, fomos pressionantes, o Sporting teve muitas dificuldades em entrar na nossa estrutura defensiva, conseguimos fazer um golo, estávamos melhor nessa altura, o jogo controlado, e sofremos num lance de distração, para o qual estávamos avisados. O Sporting chega à vantagem por mérito da capacidade individual dum grande jogador. Evidentemente, o Sporting em vantagem, a jogar mais em ataque rápido, podia criar dificuldades, mas nós fomos ao limite, até à última pinga do nosso suor. É assim que eu quero", começou por analisar.

Carvalhal destacou ainda o facto de ter colocado em campo vários jovens, e a ausência de vários jogadores importantes. "Jogaram alguns miúdos, como o Roger e o Vitinha, tivemos algumas limitações para este jogo. Faltou o Fábio Martins, Piazon, a lesão do Castro e não recuperação do David Carmo e do Francisco Moura", apontou.

O treinador do Braga explicou, depois, o que faltou para a sua equipa inverter o resultado. "Tentámos chegar ao segundo golo com mais coração do que cabeça, reconheço, mas fomos até ao limite das nossas forças. Estou muito satisfeito com o comportamento dos jogadores, mas não com o resultado. O Braga vai voltar mais forte, de certeza. Dadas as circunstâncias, apresentamos um nível muito bom, mas faltou-nos se calhar um upgrade de capacidade técnica entre linhas, como o Fábio Martins ou o Iuri Medeiros", acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto