O FC Porto fechou as contas do ano em casa com um triunfo tranquilo sobre o Rio Ave por 3-0, e interrompeu um ciclo de oito jogos consecutivos sem vencer na Taça da Liga. No último jogo de 2017 no Estádio do Dragão, Sérgio Conceição fez poucas poupanças e teve elevados rendimentos com os três avançados do plantel azul e branco a 'picar o ponto' com um golo diante de um Rio Ave que não abdicou da sua filosofia, mesmo a perder por 2-o ao intervalo.

No segundo tempo, a equipa de Miguel Cardoso encontrou formas de anular o 'sufoco' da primeira parte apesar do FC Porto continuar a dominar sem grande problemas. Herrera, Brahimi e Marega aproveitaram a disposição dos defesas do Rio Ave para dar profundidade ao ataque e foram várias as ocasiões de golo desperdiçadas pelos jogadores de Sérgio Conceição. Francisco Geraldes e Yuri Ribeiro estiverem em destaque no segundo tempo, mas a defesa portista e Iker Casillas asseguraram o segundo jogo consecutivo na prova sem sofrer golos. Na reta final, Danilo e Pelé foram expulsos enquanto que Aboubakar fixou o resultado final em 3-0 na conversão de uma grande penalidade.

Momento do jogo: Se o erro de Cássio abriu caminho para o primeiro golo de Soares, o passe de Brahimi para Marega aos 21' minutos permitiu uma vantagem dilatada ao FC Porto antes do intervalo o que veio dar mais confiança aos jogadores de Sérgio Conceição para enfrentar a segunda parte com mais segurança. A defesa do Rio Ave jogou muito adiantada e o argelino aproveitou para servir Marega com um passe 'milimétrico'.

Os melhores:

Brahimi -  Sempre à procura da bola, o argelino foi determinante na estratégia do FC Porto para anular a construção do Rio Ave. Criou vários lances de perigo junto à área adversária e fez uma assistência para golo.

Marega - Muito participativo na disputa de bola. A pressão do avançado maliano contribuiu para as dificuldades do Rio Ave em construir jogo e sair da sua área com a bola controlada.

Os piores:

Cássico - Apesar das boas defesas antes de sair por lesão, o experiente guarda-redes comprometeu ao falhar na tentativa de iniciar um rápido contra-ataque. Do erro do guardião nasceu o golo inaugural de Soares, que acabou por condicionar a estratégia do Rio Ave.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.