O Benfica-FC Porto, da Taça da Liga, continua a dar muito que falar. Esta quinta-feira, o FC Porto, através da newsleteter 'Dragões Diário' desferiu um 'ataque' às palavras de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, que criticou e muito os árbitros Fábio Veríssimo e Carlos Xistra.

"Há duas formas de lidar com o insucesso: olhar para dentro, identificar os problemas e procurar caminhos para resolvê-los; ou tentar virar o bico ao prego, disparar para fora e imputar aos outros as culpas próprias. Depois da derrota de terça-feira, o Benfica optou pelo segundo caminho", escreve o 'Dragões Diário'.

Sobre as críticas do presidente do Benfica à atuação do VAR Fábio Veríssimo no 'clássico' das meias-finais da Taça da Liga, o FC Porto lembra uma entrevista de LF Vieira à BTV em 2017, onde o mesmo pedia o jovem árbitro nos jogos do Benfica.

"[Em 2017], Vieira clamava por Fábio Veríssimo. Anteontem, em Braga, procurou decretar o fim da carreira do árbitro de Leiria: 'Esse homem não pode apitar mais!' Nestes momentos, quando perde a cabeça, Vieira revela-se e expressa em público aquilo que habitualmente mantém mais reservado: trata-se de alguém que julga ter o direito de escolher os árbitros que dirigem jogos do Benfica e os que devem ser ostracizados. O objetivo é sempre o mesmo: condicionar, condicionar, condicionar", pode-se ler na newsletter.

Nas declarações à imprensa após a derrota do FC Porto frente ao Benfica, o presidente dos 'encarnados' disse que havia árbitros ameaçados, algo que era do conhecimento da Liga e da APAF, mas que nada estava a ser feito para proteger os homens do apito. O 'Dragões Diário' desafia LF Vieira a dizer quem são esses árbitros.

"É curioso que o presidente de um clube afirme ter conhecimento de ameaças a árbitros e respetivas famílias, mas não as denuncie publicamente ou às instâncias próprias, como é obrigação de quem possua uma informação dessas. Luís Filipe Vieira, em particular, deveria ser especialmente sensível a esse tipo de situações, tendo em conta o histórico dos adeptos do clube que dirige no que toca a ameaças e agressões a árbitros – mas ameaças e agressões a sério, denunciadas, investigadas e julgadas pelos tribunais", escreve.

O 'Dragões Diário' lembra que o FC Porto foi melhor na Taça da Liga, está à frente do Benfica no campeonato e está muito bem na Liga dos Campeões.

"Não nos surpreende que isso seja colocado em causa por quem está a ser investigado por possível corrupção de equipas de arbitragem, de jogadores adversários, de clubes adversários, de observadores, de delegados da Liga, de funcionários judiciais e até de magistrados (e ainda por tráfico de influência, branqueamento de capitais e fraude fiscal). Não surpreende, mas há limites para a hipocrisia, o desespero e a falta de decência", acusa a newsletter, em tom crítico.

O FC Porto lembra ainda que o Benfica "há não muito tempo propôs que as críticas aos árbitros resultassem em perda de pontos no campeonato".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.