O treinador do Paços de Ferreira, Rui Vitória, foi o convidado especial do programa da RTP, Pontapé de Saída, onde fez a antevisão da final da Taça da Liga com o SL Benfica.

O técnico pacense considera o percurso do Paços de Ferreira na competição «muito positivo» e afirma que a sua equipa chegou à final «para vencer».

«Uma final da Taça da Liga no primeiro ano que chego à primeira liga é algo que marca. Eu, como a minha equipa técnica, já alcançámos coisas engraçadas na carreira, como subidas de divisão, mas chegar a uma final é diferente. Se chegamos até aqui, agora queremos vencer», disse Rui Vitória.

Sobre o adversário na final, Rui Vitória assume que a sua equipa vai entrar com «o máximo respeito» pelo SL Benfica, mas que o lema dos jogadores é :«não estamos satisfeitos». O Paços de Ferreira vai à final para ganhar.

«Vamos encarar o Benfica com o máximo respeito, mas este é um jogo único para nós e espero que esta seja a primeira final para muitos dos nossos jogadores. Não estamos satisfeitos, esse é o nosso lema», revelou Rui Vitória.

O SL Benfica chega à final da Taça da Liga fragilizado emocionalmente, depois de ter sido eliminado da Taça de Portugal pelo FC Porto.

Sobre se a derrota do Benfica frente ao FC Porto poderá beneficiar o Paços de Ferreira, Rui Vitória diz: «Uma equipa como o Benfica, habituada a jogos desta natureza, que tem os jogadores que tem, está preparada para este género de jogos. Mas acho que o discurso de ontem de Jorge Jesus, após a derrota com o FC Porto, pode ser sinal de alguma intranquilidade que se possa viver. O Benfica perdeu e se os jogadores tiverem medo de uma nova derrota, isso pode dar-lhes ainda mais intranquilidade».

Rui Vitória espera portanto um SL Benfica «intranquilo», o que não significa propriamente que a equipa de Jorge Jesus esteja mais fraca. O técnico do Paços de Ferreira reconhece a superioridade encarnada, a nível individual dos jogadores, e o enorme apoio da massa adepta encarnada.

«Temos que estar a um nível muito bom. O Benfica é uma equipa mais forte que nós e a primeira virtude que podemos ter é reconhecer que o nosso adversário é superior. O Benfica é forte, tem bons argumentos, bons jogadores, uma grande massa adepta que deve estar em peso em Coimbra, mas pode ser que as coisas corram bem para o nosso lado».

O Paços de Ferreira defronta o SL Benfica, em Coimbra, no próximo sábado às 20h45.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.