O clássico entre FC Porto e Benfica da Taça de Portugal não vai contar com Sérgio Conceição nem com Jorge Jesus nos bancos de suplentes.

Já se sabia que o Tribunal Central Administrativo Sul (TCAS) tinha indeferido o pedido do Benfica para suspender o castigo de 15 dias a Jorge Jesus, e que este falharia os jogos com Marítimo e FC Porto.

Esta sexta-feira ficou a saber-se que o mesmo aconteceu com o treinador dos dragões. Depois de o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ter considerado improcedente o recurso apresentado por Sérgio Conceição face à suspensão de 15 dias que lhe foi aplicado, este recorreu para o Tribunal Central Administrativo Sul (TCAS)  com uma providência cautelar, que foi também indeferida.

“Julga-se a presente providência cautelar improcedente e absolve-se a Federação Portuguesa de Futebol do pedido, mantendo-se integralmente a decisão suspendenda”, refere o TCAS, numa resposta enviada ao TAD com a decisão proferida.

Sérgio Conceição já esteve ausente do banco do FC Porto no jogo da Taça da Liga, frente ao Rio Ave, e deverá falhar também o jogo de domingo frente ao Vizela, para a I Liga portuguesa de futebol, e a partida do dia 23 de dezembro, frente ao Benfica, nos oitavos de final da Taça de Portugal.

O FC Porto tinha recorrido para o TAD, depois de o pleno do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ter rejeitado o recurso do treinador do FC Porto à suspensão de 15 dias.

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, foi suspenso por 15 dias devido a declarações sobre a arbitragem no encontro com o Belenenses SAD, em fevereiro. Além da suspensão, o treinador dos 'dragões' terá ainda de pagar uma multa de 7.650 euros, pelas declarações após o encontro da 17.ª jornada da edição passada da I Liga.

Em declarações à SportTV no final da partida, Conceição considerou que dois jogadores do Belenenses SAD deviam ter sido expulsos e que ficou por marcar um penálti que "é penálti em todo o lado do mundo".

"Hoje fomos enganados. Fomos roubados", disse Sérgio Conceição.

Caso tenha de cumprir a sanção, o treinador do FC Porto corre o risco de falhar os próximos jogos dos ‘dragões’.

De resto, o ‘clássico’ da Taça de Portugal frente ao Benfica, agendado para 23 de dezembro, poderá ser disputado sem nenhum dos treinadores principais nos respetivos bancos, já que o técnico do Benfica, Jorge Jesus, também se encontra a cumprir um castigo de 15 dias e vai falhar, pelo menos, a próxima partida das ‘águias’, com o Marítimo, para a I Liga, no domingo, após já ter ficado afastado do duelo com o Sporting da Covilhã, na quarta-feira, para a Taça da Liga.

*Artigo atualizado às 21h38

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.