Um jogo muito fácil, simples e calmo para os Dragões que venceram por 3-0, com golos do colombiano Radamel Falcao (10’), João Moutinho (38’), Álvaro Pereira (69’) e Walter (83’). O internacional português, que fez o segundo golo para os portistas,  marcou pela primeira vez com a camisola dos Dragões.

O primeiro golo chegou através de um bom cruzamento da esquerda do jovem colombiano James Rodríguez, com o Falcao a colocar, de primeira, a bola no fundo das redes do Juventude.

O FC Porto chegou ao seu segundo golo através de uma triangulação entre o trio de colombianos dos azuis e brancos, com Guarín a servir João Moutinho, que marcou o segundo do encontro, o primeiro com a camisola número 8 do FC Porto.

Ao intervalo, os Dragões venciam por 2-0.

No segundo tempo, mais do mesmo. A formação de André Villas-Boas carregava e os alentejanos defendiam como podiam. Neste sentido, o FC Porto chegou facilmente ao terceiro golo.

Ao minuto 69, Falcao desmarcou Alvaro Pereira, à entrada da grande área, e o uruguaio rematou, com segurança, cruzado para o terceiro da equipa.

O Juventude de Évora, da II Divisão, não pôde fazer muito no relvado do Estádio do Dragão. Das raras vezes que os pupilos de Miguel Ângelo chegaram à baliza de Kieszek, destaca-se o remate de Sebastien, ao minuto 31, depois de ter conseguido fugir de Maicon, e o pontapé de canto/remate cruzado de Carlos Mota, ao minuto 67, que obrigou a uma defesa atenta do guardião polaco.

A noite estava propícia a mais um golo a favor dos Dragões, e os 27 mil espectadores (afinal poucos adeptos de Évora) pediram mais um golo. O brasileiro Walter fez a vontade ao minuto 83.

Alvaro Pereira (outro jogador em destaque) subiu até à área do Juventude e cruzou para Walter que, com a baliza isolada, não teve dificuldades em marcar o último golo dos portistas.

Nota ainda muito positiva para o avançado James que esteve sublime esta noite, dando provas a André Villas-Boas que poderá contar com ele para os próximos jogos. Esta noite, o número 19 conseguiu destabilizar, de forma brilhante,  a defesa alentejana.

4-0 foi o resultado final e os detentores do troféu conseguem, com tranquilidade e sem sobressaltos, o bilhete de acesso aos quartos-de-final da Taça de Portugal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.