O Sporting, mesmo com uma “chicotada psicológica” e problemas entre os seus dirigentes, vai tentar domingo erguer a sua 16.ª Taça de Portugal de futebol, face à Académica, após eliminar Sporting de Braga, Marítimo e Nacional.

Terminado o campeonato, num dececionante quarto lugar, os “leões” bem podem agradecer ao anterior treinador, Domingos Paciência, demitido já depois de apurar a equipa para a sua 26.ª final, enquanto o seu substituto, Sá Pinto, pode reerguer o troféu, agora como técnico, só com 90 minutos de banco.

Após eliminar o Famalicão, da II Divisão, com um “bis” do holandês Van Wolfswinkel, o Sporting recebeu na quarta eliminatória o Sporting de Braga, reduzido a 10 elementos por vermelho direto ao nigeriano Elderson, logo no início da segunda parte.

Contudo, os “verde e brancos” já venciam por 2-0, graças aos tentos do espanhol Capel e do argentino Insua, respetivamente aos 14 e 21 minutos, a aproveitar erros defensivos do brasileiro Ewerton.

Em dezembro, seguiu-se o secundário Belenenses, eliminado, apesar da boa réplica, com dois golos holandeses sem resposta – Van Wolfswinkel (50 minutos) e Schaars (66) -, antes de novo desafio “de primeira”, o Marítimo.

Novamente em casa, o Sporting apurou-se para as meias-finais com um triunfo sobre os “verde-rubros” por 3-0.

O peruano Carrillo inaugurou o marcador, aos 48 minutos, e Van Wolfswinkel aumentou a vantagem, aos 60, na segunda grande penalidade cobrada, depois de um primeiro remate ao poste e já sem Igor Rossi em campo, expulso numa das ocasiões faltosas.

Em plena crise diretiva e de resultados, em janeiro, e crescente contestação por parte de sócios e adeptos, os “leões” estiveram a perder em Alvalade por 2-0, diante do Nacional, mas o brasileiro Elias (75) e Schaars, já aos 90+6, conseguiram o empate, depois de nova em vantagem numérica, devido à expulsão por acumulação de amarelos de Márcio Madeira (67).

Na segunda “mão” das “meias”, com a estreia do reforço brasileiro Xandão e o regresso “abençoado” - com o golo inaugural - do médio argentino Rinaudo (17), após lesão prolongada, o Sporting acabaria por vencer por 3-1, na Choupana.

Van Wolfswinkel marcou o seu quinto golo na prova, aos 75 minutos, enquanto João Pereira estabeleceu o resultado final, já nos descontos, com o Nacional reduzido a 10 elementos desde os 56, em virtude da expulsão de Mário Rondon.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.