Jorge Jesus assumiu esta noite a responsabilidade pelo fracasso na Taça de Portugal, onde viu o FC Porto dar a volta a uma desvantagem de dois golos e vencer o Benfica por 3-1 em pleno Estádio da Luz. 

«Tínhamos três taças... A Taça de Portugal é uma competição que diz muito aos sócios do Benfica, queríamos ganhá-la, mas não conseguimos. Tivemos alguma dificuldade, principalmente na segunda parte, para travar os jogadores do FC Porto. Agora temos de olhar para a frente. Foi uma noite complicada para os sócios, adeptos e staff do Benfica. Quando perde o treinador assume e o responsável sou eu», afirmou o treinador do Benfica na conferência de imprensa após a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal.

«Tínhamos como grande prioridade o campeonato nacional. Estar presente no Jamor também era. Ainda temos dois títulos para ganhar e temos de olhar directamente para essas duas provas. Esta noite deixou-nos a todos desmoralizados», acrescentou o técnico dos encarnados.

Questionado sobre o eventual surgimento de uma "barreira psicológica" contra o FC Porto, Jorge Jesus relativizou: «Nós temos primeiro de eliminar o Braga e o Porto eliminar o Villarreal. Temos de estar focados no sábado, onde temos a final da Taça da Liga. O problema emocional não é fácil depois desta derrota, mas primeiro temos de chegar à final», respondeu Jesus a propósito de uma possível final com o FC Porto na Liga Europa.

«Esta é uma derrota pesada. Sentimos que tínhamos conquistado 50 ou 70 por cento de chegar à final e não conseguimos. Emocionalmente não está a ser fácil. Os adeptos do Benfica têm de nos ajudar e acreditar que temos estas duas provas para conquistar», concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.