O comité olímpico da Coreia do Sul pretende enviar atletas para um centro de treino militar para aumentar a resistência mental para Paris2024, uma medida que tem sido criticada como ultrapassada e regressiva, foi hoje anunciado.

De acordo com algumas associações desportivas coreanas, o comité aconselhou-as na semana passada a enviar atletas para o acampamento do Corpo de Fuzileiros Navais na cidade portuária de Pohang, para três dias de treino.

Cerca de 320 atletas são esperados no campo de treino, disseram hoje representantes do comité.

As associações desportivas já pediram aos seus atletas que fizessem treinos de estilo militar antes de grandes eventos desportivos, mas é a primeira vez que o comité olímpico o recomenda, acrescentaram.

A adoção desta medida terá surgido nos Jogos Asiáticos na China, em outubro, quando a Coreia do Sul terminou em terceiro lugar na contagem de medalhas de ouro, atrás do país anfitrião e do Japão.

Após os Jogos Asiáticos, o chefe do comité olímpico, Lee Kee-Heung, apresentou a ideia deste tipo de treino e disse que os atletas seriam acompanhados por altos funcionários, incluindo ele mesmo, de acordo com relatos dos órgãos de comunicação social sul-coreanos.

Entretanto, mensagens a criticar o plano do comité olímpico inundaram as redes sociais e sítios da Internet sul-coreanos.

Os detalhes do acampamento previsto para decorrer de 18 a 20 de dezembro, em Pohang, ainda estão em discussão entre o comité olímpico e o Corpo de Fuzileiros Navais da Coreia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.