A situação clínica de Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto e da seleção portuguesa é “muito grave” e com “prognóstico muito reservado”, disse hoje à Lusa fonte hospitalar.

Quintana, de 32 anos, sofreu durante o treino de segunda-feira uma paragem cardiorrespiratória. Depois de ter sido assistido no local pelo INEM, foi transportado para o Hospital de São João, onde continua internado, em coma induzido, na unidade de cuidados intensivos.

O guarda-redes, que desde 2014 representa a seleção nacional, tem sido um dos jogadores indiscutíveis do selecionador Paulo Jorge Pereira, tendo ajudado a levar a equipa de Portugal ao sexto lugar do Europeu de 2020 e ao 10.º lugar do Mundial de 2021.

O estado de saúde de Alfredo Quintana gerou uma onda de solidariedade e apoio entre a comunidade desportiva, em particular do andebol, tendo as equipas do Sporting e Benfica envergado camisolas nos últimos jogos com o nome do luso-cubano.

Também a equipa de futebol do FC Porto dedicou na segunda-feira a vitória frente ao Marítimo, por 2-1, em jogo da 20.ª jornada da I Liga de futebol, ao guarda-redes de andebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.