A judoca Catarina Costa vai lutar pela medalha de bronze em Abu Dhabi, depois de perder nas meias-finais em -48 k, competição em que Telma Monteiro, de regresso após lesão, foi eliminada ao primeiro combate em -57 kg.

Catarina Costa, vice-campeã europeia da categoria mais leve do judo feminino, venceu três combates e perdeu nas ‘meias’ com a espanhola Julia Figueroa, judoca que se apresentou em Abu Dhabi como primeira favorita na categoria e terceira do ranking.

A judoca da Académica de Coimbra chegou ao Grand Slam da capital dos Emirados Árabes Unidos à procura de pontos no apuramento olímpico, depois de nos Mundiais em Tashkent ter tido uma prestação aquém das expectativas, ao ser eliminada no combate de estreia.

Na competição de hoje na Jiu-Jitsu Arena, Catarina Costa já tem o melhor desempenho entre os lusos no primeiro dia, depois de vencer três combates, todos no prolongamento ('golden score'), com a chinesa Ting Liu, a israelita Tamar Malca e a sérvia Milica Nikolic.

Nas meias-finais, a judoca de Coimbra, quarta favorita e oitava do ranking, foi afastada por waza-ari por Julia Figueroa, com a espanhola a garantir a vantagem ainda no primeiro dos quatro minutos de combate.

O Grand Slam de Abu Dhabi surge numa altura em que se tornou pública nova crise entre um grupo de judocas e a Federação portuguesa, entre os quais Telma Monteiro, que, no seu regresso à competição, foi hoje eliminada ao primeiro combate.

Telma Monteiro, que na segunda-feira denunciou o afastamento da selecionadora Ana Hormigo e que se queixou de já não ter este ano verba do projeto olímpico – com a Federação a justificar que a judoca esgotou o ‘plafond’ que tinha -, perdeu com a chinesa Qi Cai (47.ª do ranking mundial).

A judoca portuguesa, em Abu Dhabi segunda favorita e nona do mundo em -57 kg, que tinha falhado os Mundiais já em outubro, por se encontrar a recuperar de lesão, não teve um bom desempenho, num combate que se prolongou no ‘golden score’.

Telma Monteiro perdeu por hansoku-make (desqualificação), depois de sofrer um terceiro castigo, com o árbitro a recorrer ao vídeo para punir a portuguesa, considerando que a mesma fez uma pega irregular, à perna da adversária, aos 4.56 de combate.

Também em Abu Dhabi, Joana Diogo (-52 kg) não conseguiu concluir no início do combate uma imobilização à brasileira Yasmin Lima e acabaria afastada por ippon, a meio do combate, enquanto Rodrigo Lopes (-60 kg) terminou em nono, com uma vitória e uma derrota.

O judoca de peso leve português (30.º), isento na primeira ronda, afastou o brasileiro Henrique Silva, último dos 34 inscritos, sem ranking, mas perdeu no segundo combate com o vice-campeão olímpico Yung Wei Yang, atleta de Taiwan e líder mundial em -60 kg.

O Grand Slam de Abu Dhabi, que terá hoje Catarina Costa a lutar pelo bronze, contará ainda com Bárbara Timo (-63 kg), no sábado, e Patrícia Sampaio (-78 kg), Rochele Nunes (+78 kg) e Anri Egutidze (-81 kg), no domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.