Portugal concluiu hoje os Europeus de canoagem da Polónia com quatro medalhas e seis finais, nas sete provas em que participou em Poznan, após o bronze de Fernando Pimenta em K1 5.000.

O limiano, que tinha sido prata em K1 1.000, prova na qual participará nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, levou hoje o bronze em prova que contou com erro dos juízes quanto ao número de voltas, foi secundado por João Ribeiro, com o segundo lugar em K1 500, enquanto, na canoagem adaptada, Norberto Mourão conquistou inédito título europeu, em VL2.

Na última prova lusa, Pimenta, nos 5.000, nos quais foi campeão da Europa em 2016 e do Mundo em 2016 e 2017, seria terceiro por ‘acaso’, uma vez que os atletas não receberam o sinal de que estavam na última volta.

Uma vez que o sprint final do português não é o mais forte, Hélio Lucas, o seu treinador, deu indicações para atacar na última volta, com o seu pupilo a ser enganado, tal como outros, pela contagem da arbitragem. Portugal ainda apresentou um protesto, que não foi aceite.

Pimenta cumpriu a regata em 20.45,277 minutos, a 872 milésimos de segundo do húngaro Balint Noe, que bateu o bielorrusso Aleh Yurenia por 532.

Os Europeus ficaram marcados pela crise renal do olímpico Emanuel Silva, que o mantiveram hospitalizado quase toda a competição, não permitindo ao K4 500 testar o seu nível e o dos rivais em Tóquio2020: o técnico Rui Fernandes distribuiu os restantes três elementos em outras tantas embarcações.

João Ribeiro seria mesmo vice-campeão da Europa em K1 500, prova que já estava prevista fazer, e foi sétimo em K2 500 com Messias Baptista, depois de substituir Emanuel Silva, enquanto David Varela se estreou em K1 200, com o 17.º lugar final.

Na final de K2 500, João e Messias, que só a 12 horas da especialidade perceberam que iriam competir juntos, pelo que não se apresentaram com rotinas de treino, desgastaram-se para recuperar para o grupo da frente na primeira fase da prova.

Acabaram por pagar esse esforço no final, e baixaram para o sétimo lugar, com 1.32,048 minutos, a 1,714 segundos do ouro da dupla da Bielorrússia, que bateu a Ucrânia por 767 milésimos de segundo e a Alemanha por 881.

Portugal apresentou uma equipa reduzida nestes Europeus e, por constrangimentos financeiros, limitada aos apurados para Tóquio2020.

Entretanto, Teresa Portela prescindiu deste evento para melhor se preparar em K1 200 para Tóquio2020, o mesmo acontecendo com Joana Vasconcelos, que representará o país em K1 500.

Na canoagem adaptada, Norberto Mourão conquistou inédito ouro europeu em VL2, enquanto Alex Santos, que repartirá consigo a estreia de Portugal nesta modalidade nos Jogos Paralímpicos, foi quinto em KL1, na que foi somente a sua segunda participação internacional.

Resultados completos de Portugal nos Europeus:

- 1000 metros:

K1 Fernando Pimenta, MEDALHA DE PRATA.

- 500 metros:

K1 João Ribeiro, MEDALHA DE PRATA.

K2 João Ribeiro/Messias Baptista, 7.º lugar.

5000 metros:

K1 Fernando Pimenta, MEDALHA DE BRONZE

200 metros:

K1 David Varela, 17.º lugar.

Paracanaogem

VL2

K1 Norberto Mourão, MEDALHA DE OURO.

KL1

K1 Alex Santos, 5.º lugar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.