Os Campeonatos de Portugal de atletismo de pista ao ar livre, que vão decorrer em Leiria, têm muitos duelos em perspetiva e são igualmente relevantes para os próximos Europeus de pista, em Berlim.

O Estádio Municipal de Leiria volta a receber os Campeonatos de Portugal, a mais importante competição individual de pista do calendário oficial, que este ano assume relevância extra por ser obrigatória a presença dos atletas com qualificação para os Campeonatos da Europa de pista, que se realizarão em Berlim no princípio de agosto.

A prova tem ainda o aliciante de contar para o 'ranking' mundial dos atletas, que num futuro próximo definirá as qualificações para os Jogos Olímpicos e Campeonatos do Mundo.

O setor que se apresenta com mais expetativa é o da velocidade masculina, especialmente nos 100 e 200 metros, nos quais sobressaiem os nomes de Carlos Nascimento (Sporting), que correu os 100 metros em 10,13 segundos em Braga e que lidera o 'ranking' nacional, e dos benfiquistas José Pedro Lopes, Frederico Curvelo, Diogo Antunes, Rafael Jorge e David Lima, campeão de 200 metros nos dois últimos anos.

No meio-fundo masculino, a prova mais emocionante e, provavelmente, mais significativa será a dos 3.000 metros obstáculos, em que os benfiquistas André Pereira e Miguel Borges, ambos com marcas de qualificação B para Berlim, terão de lutar por um lugar para os Europeus.

Já em femininos, Marta Pen (Benfica) e as juniores Mariana Machado (Sporting de Braga) e Patrícia Silva (Benfica) deverão atrair sobre si as atenções nos 800 metros e/ou 1.500 metros (pois podem participar em ambas as distâncias), com os 5.000 metros femininos a poderem ter em competição nomes de peso como as sportinguistas Sara Moreira, Catarina Ribeiro, Salomé Rocha e Inês Monteiro.

O setor de saltos terá o duelo mais 'faiscante', com a discussão entre o benfiquista Pedro Pablo Pichardo (líder do 'ranking' mundial) e o sportinguista Nelson Évora (que tem 15 títulos nacionais) e, no triplo feminino, entre Susana Costa (Academia F. Ribeiro) e Patrícia Mamona (Sporting), às quais se junta Evelise Veiga (Sporting), em grande destaque no comprimento.

Também promete o salto com vara. Em masculinos, com Diogo Ferreira (Benfica) e Edi Maia (Sporting) - juntos somam 10 títulos - e, em femininos, com Marta Onofre, Eleonor Tavares e Cátia Pereira, todas do Sporting.

O setor dos lançamentos tem produzido bons resultados e será motivo de atenção, com Tsanko Arnaudov (Benfica), no peso, e Francisco Belo (Benfica), no peso e disco, António Vital e Silva (Benfica, com mais de 70 metros no martelo, e no dardo o duelo Tiago Aperta (Sporting) com Leandro Ramos (Benfica). Em femininos, apenas o disco apresenta um duelo interessante entre as vencedoras dos campeonatos nos últimos 10 anos: Irina Rodrigues (Sporting), que tem oito títulos, e Liliana Cá (Novas Luzes), vencedora em dois anos.

Destaque ainda para a prova de 10.000 metros marcha, que poderá dar mais um título a João Vieira (Sporting), o atleta com mais títulos nacionais em atividade (25), e um duelo interessante entre Inês Henriques (Rio Maior) e Ana Cabecinha (Pechão).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.