Um elemento da comitiva portuguesa que participou nos europeus de atletismo em pista coberta, na Polónia, testou positivo para o novo coronavírus, confirmou hoje à Lusa a federação portuguesa da modalidade, esclarecendo que “não se trata de nenhum atleta”.

“Há um elemento, que não é atleta, que testou positivo e tem sintomas ligeiros” disse à Lusa fonte da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), acrescentando que “todos os atletas foram contactados e não reportaram qualquer resultado positivo".

A confirmação da FPA surge depois de terem sido conhecidos casos positivos em elementos de, pelo menos, quatro países após o regresso dos europeus de pista coberta, que decorreram entre 05 e 07 de março, na cidade polaca de Torun.

De acordo com o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, 15 atletas italianos testaram positivo para o SARS-CoV-2, depois de terem regressado da competição, na qual Portugal teve uma comitiva de 23 pessoas, das quais 16 atletas.

A federação italiana não confirma o número, mas já tinha assumido há quatro dias que “alguns atletas” testaram positivo nos testes PCR realizados após o regresso da Polónia.

As federações de atletismo de Inglaterra, Irlanda e Países Baixos também confirmaram a existência de casos positivos entre as suas comitivas, sem precisar números.

A comitiva lusa, que regressou a Portugal em 08 de março, somou nos europeus em pista coberta de Torun a sua melhor participação de sempre, tendo conquistado três medalhas de ouro: Auriol Dongmo (lançamento do peso), Pedro Pichardo e Patrícia Mamona (triplo salto).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.